Olhar Conceito

Notícias / Gastronomia

Yana Rossetto

Enfermeira se reencontra na confeitaria fazendo bolos decorados e ovos de Páscoa

Da Redação - José Lucas Salvani

08 Mar 2021 - 11:45

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Enfermeira se reencontra na confeitaria fazendo bolos decorados e ovos de Páscoa
A enfermeira de neonatal, Yana Rosseto, se reencontrou na confeitaria fazendo bolos decorados e ovos de Páscoa. Tudo começou como forma de arrecadar uma renda extra, mas atualmente ela enxerga a nova ocupação com novos olhares e cogita ter que escolher, futuramente, entre confeitaria e enfermaria.

Leia também:
Moradora de Cuiabá investe em negócio de cookies recheados para ajudar a superar depressão

Yana trabalha há 15 anos como enfermeira e sempre se viu trabalhando com isso. “Na minha família, sou a única na área da saúde. Eu entrei nesse ramo e foi amor à primeira vista com recém-nascidos. Não me via com adultos ou outra área. É naquilo que me via e queria me aposentar. Mas depois que me redescobri nos bolos e doces, comecei a mudar minha visão e perspectiva”, conta ao Olhar Conceito.



Tudo começou há cerca de quatro anos, quando ela começou a fazer bolos de pote para conseguir uma renda extra. As sobremesas caíram no gosto dos funcionários do hospital onde trabalha e um deles, inclusive, pediu para que ela fizesse um bolo decorado. Yana nunca havia trabalhado com confeitaria nesse sentido, mas como não queria perder a oportunidade, topou fazer.

“Não tinha nem noção de como decorar ou pesar”, revela. Na época, os ingredientes selecionados não foram suficientes e ela precisou improvisar, além da pesagem que ultrapassou cinco quilos, sendo que a encomenda era de apenas dois. Apesar dos empecilhos, a funcionária que encomendou o bolo adorou, fazendo com que Yana percebesse que levava jeito para a confeitaria.



Com esse bolo, um tanto quanto complexo, dando certo, Yana optou por abandonar os de pote e investir mais nos decorados. Ela confessa que em diversos momentos se sentiu desmotivada, mas em meados de agosto de 2020, optou por focar e levar a sério. “A gente vai desanimando. Não é fácil entrar no mercado e você começar do zero. Não é fácil você ter uma profissão e começar uma nova”, explica.

Inicialmente, o lucro que chegava até ela, independente de qual fosse, foi suficiente por um bom tempo, mas o negócio está crescendo ao ponto de ela passar a cogitar ter que escolher entre a enfermaria e a confeitaria. Em um mês, ela chega a entregar cerca de 40 encomendas de bolos e mesmo trabalhando meio período no hospital, a jornada total é cansativa.



“A enfermagem começou a ser vista agora na pandemia. É uma profissão muito bonita, mas não é valorizada. É desgastante. Não tem uma rentabilidade. Para você ter uma renda bacana, tem que ter dupla jornada. Tem gente que precisa ter até três. Já o bolo é uma qualidade de vida que eu busquei. Procuro me aperfeiçoar. Fora a qualidade de trabalho. Você trabalha em casa e faz o seu horário”, conta.

Além dos bolos, que são vendidos a partir de R$ 65 o quilo, Yana também faz chocotones no Natal e ovos na Páscoa. Neste ano, será a primeira vez que ela irá trabalhar com chocolates nobres e confessa que está sendo difícil. “Está sendo um desafio porque vou trabalhar com chocolates nobres. É mais difícil de fazer. Estou estudando e buscando fazer algo de mais qualidade. A gente busca algo mais gostoso, com uma qualidade melhor”, explica.

Serviço

Yana Rosseto
Instagram
Telefone para contato: (65) 98110-6222
 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet