Olhar Conceito

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Dr. Juliano Slhessarenko

Leite desnatado ou integral? Cardiologista diz qual o melhor para o seu coração

Dr. Juliano Slhessarenko

15 Mar 2021 - 09:44

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, Clínica Coração em Dia (65) 99624-1928 e Espaço Piu Vita (65)30567800

Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, Clínica Coração em Dia (65) 99624-1928 e Espaço Piu Vita (65)30567800

O corredor do leite está mudando, agora oferecendo um número crescente de opções para o que colocar no seu cereal ou beber como um lanche noturno. Mas o que os novos tipos de leite significam para a saúde do coração se você tem colesterol alto? O leite de vaca à moda antiga, por exemplo, é carregado com cálcio e vitaminas A e D, que são bons para o coração e para a saúde em geral. Mas o excesso de gordura saturada e colesterol no leite integral - e mesmo no leite 2% - pode neutralizar esses benefícios à saúde.  Quando você está tentando atingir níveis saudáveis ​​de colesterol, deve limitar a quantidade de gordura saturada e colesterol em sua dieta.
 
Leites alternativos podem fornecer benefícios nutricionais semelhantes se você estiver cuidando seu colesterol; são intolerantes à lactose, veganos ou alérgicos a certas proteínas do leite de vaca; ou se você simplesmente prefere algo diferente do leite de vaca. 
        
O leite de vaca integral contém 146 calorias, 5 gramas (g) de gordura saturada e 24 miligramas (mg) de colesterol em uma porção de 1 xícara. É uma tremenda fonte de proteína e nutrientes, contém vitaminas e minerais essenciais e fornece um terço da ingestão diária recomendada de cálcio de uma pessoa. O leite de vaca também contém potássio, o que pode ajudar a prevenir a pressão alta (hipertensão). Além do mais, um estudo publicado em dezembro de 2013 na revista PLoS One descobriu que o leite de vaca orgânico contém significativamente mais ácidos graxos ômega-3 antiinflamatórios do que o leite convencional, o que é importante porque os ômega-3 promovem a saúde do coração.
 
Mas quando se trata de seus níveis de colesterol, laticínios ricos em gordura podem causar problemas.  A gordura saturada em sua dieta aumenta o colesterol LDL ("ruim"), o que aumenta o risco de doenças cardíacas e derrame, de acordo com a sociedade brasileira de cardiologia. Se você bebe leite de vaca, a maioria dos médicos recomenda versões com baixo teor de gordura ou sem gordura. Uma porção de 1 xícara de leite desnatado tem 83 calorias, nenhuma gordura saturada e apenas 5 mg de colesterol.
 
Com 80 calorias e apenas 2 g de gordura por porção de 1 xícara, o leite de soja simples e leve é ​​uma ótima alternativa para pessoas que estão de olho no colesterol ou que não toleram a lactose encontrada no leite.  Como a fonte do leite de soja é uma planta, ele não tem colesterol e apenas quantidades insignificantes de gordura saturada. O leite de soja também contém 7 g de proteína por porção, o que é ótimo para uma dieta saudável para o coração. Vinte e cinco g por dia de proteína de soja, como a encontrada no leite de soja e no tofu, também podem reduzir o risco de doenças cardíacas, de acordo com o National Institutes of Health. Isso pode ser devido não apenas à proteína, mas aos altos níveis de gorduras poliinsaturadas, minerais, vitaminas e fibras da soja, bem como aos seus baixos níveis de gordura saturada. 
         
O leite de cabra é uma boa opção se você deseja uma bebida com perfil nutricional semelhante ao leite de vaca integral, mas tem problemas para digerir a lactose. Por outro lado, uma porção de 1 xícara de leite de cabra é rica em calorias (168) e gordura saturada (6,5 g), e também contém 27 mg de colesterol.
 
De acordo com a Mayo Clinic, limitar as gorduras saturadas na dieta pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol no sangue e diminuir o risco de doença arterial coronariana. Níveis elevados de colesterol no sangue podem levar ao acúmulo de placas nas artérias, chamado de aterosclerose - uma condição que aumenta o risco de acidente vascular cerebral e ataque cardíaco.

Por que o leite integral às vezes é considerado prejudicial à saúde?
 
Há anos, as diretrizes nutricionais orientam as pessoas a evitar o leite integral, principalmente devido ao seu teor de gordura saturada. As principais recomendações de nutrição aconselham a limitação da gordura saturada devido à sua suposta conexão com doenças cardíacas.
 
Alguns estudos mostraram que a gordura saturada aumenta os níveis de colesterol e os pesquisadores sabem que níveis elevados de colesterol estão associados a um risco aumentado de doenças cardíacas. Com base nessas informações, os especialistas presumiram que a gordura saturada deve aumentar o risco de doenças cardíacas. No entanto, não houve evidência experimental para provar que isso era verdade.
 
Na década de 1970, foi adotada política pública com base nessa suposta conexão entre gordura saturada e doenças cardíacas. Como resultado, as diretrizes oficiais instruíram as pessoas a reduzir a ingestão de gordura saturada. Um copo (237 ml) de leite integral contém 4,6 gramas de gordura saturada, que é cerca de 20% da quantidade diária recomendada pelas Diretrizes Dietéticas para brasileiros.
 
Por esse motivo, as diretrizes recomendam consumir apenas leite desnatado.

Nos últimos anos, esta recomendação foi posta em dúvida. Existem agora muitos dados experimentais que indicam que comer gordura saturada não causa doenças cardíacas.
 
A principal vantagem do leite desnatado é a menor contagem de calorias.
 
Existem algumas situações em que o leite desnatado pode ser a melhor escolha para sua dieta. Se você estiver seguindo uma dieta de muito baixas calorias, por exemplo, as 63 calorias extras que você obterá bebendo um copo (237 ml) de leite integral em vez de desnatado podem ser mais do que você pode gastar.
 
O leite desnatado também oferece a vantagem de ser uma fonte de proteína de baixo teor calórico. Tanto o leite integral quanto o desnatado contêm cerca de 8 gramas de proteína por xícara. No entanto, no leite integral, a proteína representa apenas 22% das calorias, ao passo que constitui 39% das calorias do leite desnatado.
 
O leite desnatado é “denso em nutrientes”, o que significa que fornece uma grande dose de vitaminas e minerais com muito poucas calorias. Na verdade, o leite desnatado é uma das fontes alimentares mais ricas em cálcio, fornecendo cerca de 300 mg por xícara.  Isso é ainda maior do que o teor de cálcio do leite integral, que é de 276 mg por xícara.
 
Se você precisa aumentar sua ingestão de cálcio, mas não pode gastar muitas calorias adicionais em sua dieta, o leite desnatado é o caminho a percorrer.
 
A recomendação de evitar o leite integral pode ter sido popular no passado, mas não é apoiada pela ciência.
 
Pode haver algumas circunstâncias em que o leite desnatado seja a melhor escolha, mas para a maioria das pessoas, o leite integral oferece claras vantagens nutricionais sobre o leite desnatado e com baixo teor de gordura.

Os leites desnatados ou semidesnatados são produtos com restrição de gordura e indicados para indivíduos com aumento nos níveis de colesterol sanguíneo e para aqueles que buscam a perda de peso.

Mas como nem tudo se resume à gordura e calorias, o leite desnatado também perde alguns benefícios, por isso apenas seu médico pode te dizer se esta troca será eficaz no seu caso!

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet