Olhar Conceito

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias / Cinema

'Cururueiros do Pantanal'

Documentário traz relatos que colaboram com a perpetuação e a manutenção da tradição do Cururu

Da Redação - José Lucas Salvani

24 Mai 2021 - 10:04

Foto: Reprodução

Documentário traz relatos que colaboram com a perpetuação e a manutenção da tradição do Cururu
O documentário "Cururueiros do Pantanal”, que será lançado no próximo dia 30 de maio, traz relatos que colaboram com a perpetuação e manutenção da tradição, como também as manifestações culturais ribeirinhas que alimentam o imaginário do Cururu. A obra conta com a direção de Vicente Delgado.

Leia também:
“Luciene” e “A Batalha de Shangri-lá” são destaques entre os vencedores do Cinemato 2021; veja lista

“Pudemos conhecer melhor alguns aspectos da formação dessa musicalidade tão genuína e aprendemos muito. Ainda durante a captação das imagens, nas diversas localidades, compreendemos que, apesar da simplicidade no cantar, o cururueiro é um gênio na sua essência, pois conseguiu criar algo a partir da sua própria experiência de vida e tudo isso é retratado nas suas composições”, declara ele.

A equipe visitou cururueiros em Cuiabá, Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço, onde conversou com esses mestres e pode relatar suas histórias, seus conceitos e, principalmente, a figura do cururueiro em um contexto cultural, onde nasceu, como vive, sua profissão e seu envolvimento na sociedade.

Quem conduz toda a narrativa é o filho do Seu Manoel Tomaz da Silva e dona Maria Antônia da Silva, o cuiabano Thomaz Flaviano, que nasceu na tradicional Comunidade do Bairro São Francisco, onde se mantêm até hoje as tradições das Festas de Santos. “Costumo dizer que sou filho e neto de cururueiro e me tornei um deles em homenagem ao meu pai, meus tios e avós, que também eram cururueiros”, afirma.

O projeto é realizado em parceria com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato), responsável pela captação e execução dos recursos. Também foi fechada uma parceria com a Agronews, responsável por toda direção e produção de imagens, por meio de seu diretor, Vicente Delgado, e equipe. A pesquisa bibliográfica e o registro do Cururu ficaram por conta da Associação Movimento Vambora!.

O documentário traz a contribuição de Seu Zé Curutú, de Barão de Melgaço, que veio a falecer. Ugo da Conceição Padilha, defensor da cultura popular, que faleceu em novembro de 2020, também será homenageado com algumas imagens de sua trajetória.

Foram entrevistados ainda Marcelino de Jesus, Presidente do Grupo de Cururu Tradição Cuiabana do Coxipó, Senhor; Jacinto, Presidente do Grupo de Cururu Tronco de Aroeira de Santo Antônio de Leverger/Varginha; Jeferson Ribeiro, professor de música, fundador do projeto Arte Cidadã em Santo Antônio de Leverger e Chico Sales, conhecido em Cuiabá como mestre dos cururueiros com vários CDs gravados.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet