Olhar Conceito

Sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias / Carreira

'Mimos No Pote'

Engenheira ambiental transforma hobby em negócio e vende terrários pelo Instagram

Da Redação - José Lucas Salvani

16 Jun 2021 - 10:30

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Engenheira ambiental transforma hobby em negócio e vende terrários pelo Instagram
Servidora pública e engenheira ambiental, Kamyla Bicalho transformou o seu hobby em um negócio e passou a vender terrários e mini-jardins pelo Instagram. Mimos No Pote traz também terrários personalizados com imagens de santos e cenários em miniatura criados por ela.

Leia também:
Barman lança "vaquinha" para produzir gin cuiabano; parte do valor é destinado aos povos indígenas

Kamyla está vendendo terrários e mini-jardins há cerca de um ano. Apesar da rotina de trabalho, sentiu que precisava buscar algo que ocupasse sua mente nos momentos de tempo livre, como finais de semana e dias de folga. Ela cogitou até fazer uma pós-graduação, mas ao ir em um supermercado se interessou por suculentas e passou a estudar um pouco sobre essas plantas.



A engenheira teve muitas dificuldades para conseguir manter as suculentas em casa, então passou a estudar ainda mais. Em meio aos novos estudos de mini-jardim, descobriu os terrários. Comprou uma garrafa, colocou plantas dentro, mas também não deu certo. Só depois de alguns cursos que os terrários de Kamyla sobreviveram e ela começou a cogitar em transformar o hobby em um negócio.

Os terrários precisam de uma manutenção para que permaneçam sempre limpos e as plantas vivas. Até mesmo quando uma pequena folha cai é preciso abrir e removê-la antes que apodreça por estar em um ambiente fechado. Quando as folhas crescem e começam a encostar no vidro, é necessário podá-las. É preciso sempre estar atento ao terrário, para verificar se não há mudanças, como a presença de muita umidade, o que faz com que a pessoa precise limpar o vidro.



O trabalho de manutenção dos terrários é um processo delicado, tanto que Kamyla sempre entrega junto dos terrários um folheto de instruções para que a pessoa consiga manter por bom tempo. Se bem cuidado, é possível chegar em cinco anos, dependo do tamanho do terrário.

Kamyla trabalha com diversos tamanhos, desde menores, que levam cerca de 15 minutos para serem montados, até “gigantescos”, levando até uma manhã inteira para ficarem prontos. Os terrários pequenos são vendidos por R$ 30, enquanto a maior peça, um terrário tropical, custa em torno de R$ 500. A média de seus produtos é de R$ 150.



A maior peça de Kamyla, um terrário tropical, ainda não foi lançada oficialmente. Devido ao trabalho delicado, qualquer processo que tenha sido feito de maneira errada pode resultar na morte prematura das plantas, então ela fica por cerca de três dias com as peças para poder vender. No caso do terrário tropical, ela ficará por cerca de um mês até ter certeza que tudo foi plantado corretamente e as plantas estão saudáveis.

Além dos terrários comuns, Kamyla trabalha com algumas versões com santos ou cenários criados por ela. Os terrários com santos são uma herança do primeiro curso que frequentou para aprender a fazer. “Como sou católica, eu adoraria ter um terrário com a imagem de Nossa Senhora”, exemplifica. “Eu vendi muito mais com imagem. Direto aparecem procurando”, completa.

Siga Mimos no Pote no Instagram

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet