Olhar Conceito

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias / Comportamento

Contra Lgbtfobia

Com dimensão estadual e novo nome, Parada da Diversidade será virtual neste ano

Da Redação - José Lucas Salvani

27 Jul 2021 - 09:23

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Com dimensão estadual e novo nome, Parada da Diversidade será virtual neste ano
Após não realizar seu evento em 2020, a Parada da Diversidade de Cuiabá passará por mudanças em sua décima oitava edição em 2021. Devido a pandemia do novo coronavírus, a edição será totalmente online e abrangerá todo o estado. Por este motivo, o evento ganha um novo nome: Parada da Diversidade LGBTQIA+ de Mato Grosso.

Leia também:
Ex-integrante de dupla sertaneja faz pintura ao vivo de três obras em shopping de Cuiabá

Em uma nota divulgada nas redes sociais, a organização pontuou o cenário pandêmico, mas ressaltou que não é possível deixar de lutar contra os preconceitos. “Nesse contexto de pandemia, em que mais de 550 mil pessoas perderam a vida, entendemos que o momento é de cuidado, e por isso não iremos às ruas. Entretanto, não podemos deixar de ecoar nossas vozes contra o racismo, o machismo e a LGBTfobia, que continuam matando nossa população”;

Sem uma data divulgada para sua realização, a Parada contará com seminários, audiências públicas e debates. Todos os detalhes da nova edição estão previstos para serem revelados no próximo dia 14 de agosto.

Última edição

A última edição da Parada da Diversidade de Cuiabá aconteceu em novembro de 2019, com o tema “Somos muitos, podemos estar em qualquer profissão! Demita o seu preconceito”. À época, um dos organizadores do evento, Clovis Arantes, falou sobre a importância de discutir a inserção de pessoas LGBTQI+ no mercado de trabalho.

"Nós estamos discutindo esta questão do mercado de trabalho justamente porque as pessoas LGBTQI+, principalmente as pessoas trans, tem mais dificuldade de acessar o mercado de trabalho, porque ainda existe muito preconceito. Então é hora de a gente dialogar com a sociedade, com as empresas, e dizer que nós podemos estar em qualquer profissão, nós somos médicos, nós somos garis, somos caminhoneiros e caminhoneiras, nós somos deputados, somos advogados, somos professores, nós podemos estar em qualquer profissão".

A caminhoneira transexual Afrodite de Almeida, participou pela primeira vez de uma Parada do orgulho LGBTQI+. Ela afirmou que manifestações deste tipo são importantes para que a comunidade ganhe mais espaço.

"É a primeira vez que eu participo de uma parada assim. Eu fui convidada para participar da parada em São Paulo, mas foi de última hora e eu nunca tinha participado então não quis ir. Agora, eu fiquei sabendo na quinta-feira sobre esta parada, e eu acho muito importante porque é uma manifestação pacífica, uma manifestação de amor, eu nunca persegui, nunca fui perseguido, e não entendo estas violências que tem nos grandes centros, esta intolerância. Eu acredito que devagar a gente está ganhando espaço".
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet