Olhar Conceito

Sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias / Arquitetura, décor e design

Tinha câncer

Morre aos 91 anos o primeiro arquiteto e urbanista de Cuiabá

Da Redação - José Lucas Salvani

21 Ago 2021 - 15:53

Foto: Reprodução

Morre aos 91 anos o primeiro arquiteto e urbanista de Cuiabá
Cuiabá perdeu neste sábado (21) o primeiro arquiteto e urbanista da capital mato-grossense, Moacy Freitas, aos 91 anos. Moacyr estava em tratamento e lutava contra um câncer desde fevereiro deste ano. Ele faleceu em um hospital particular de Cuiabá, onde estava internado.

Leia também:
Defensora da cultura, tia de Dante de Oliveira morre aos 91 anos

O arquiteto, que também era professor, historiador, escritor e artista plástico, é autor de de diversas obras que retratam os períodos provincial e colonial de Mato Grosso. Teve ainda participação no projeto de construção da Rodoviária Engenheiro Cássio Veiga de Sá e na elaboração do conceito arquitetônico e urbanístico do Centro Político e Administrativo de Cuiabá (CPA).

Outra importante obra que tem a marca de Moacyr Freitas é a construção do monumento Marco Zero que está em andamento na comunidade São Gonçalo Beira Rio. A estrutura de 17 metros de altura tem forma de três canoas e é inspirada no meio de transporte da época da chegada dos primeiros bandeirantes a Cuiabá.

Em abril deste ano, Moacyr foi um dos participantes do projeto da Prefeitura de Cuiabá, chamado Pílulas Cuiabanas. Na oportunidade, ele narra a história do monumento que também marca a construção da Capital.
 

Moacyr Freitas era membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e autor de várias obras que contribuem para o acervo pictórico do Estado, registrando cenas dos períodos provincial e colonial.

Políticos prestam homenagens

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), lamentou a morte do arquiteto. ““Cuiabá perde um dos nomes mais tradicionais da sua arte, arquitetura, literatura e história. Moacyr deixa um legado excepcional que o faz ser alguém que jamais será esquecido pelo povo de sua terra natal. Lamentamos receber essa notícia e desejamos que nosso Senhor Jesus dê o conforto e alívio necessário aos familiares e amigos neste momento de angústia”, disse.

O governador Mauro Mendes (DEM) e a primeira-dama, Virginia Mendes, também lamentaram e classificaram a morte de Moacyr como uma “perda irreparável” para todo o Estado e desejaram força à família do arquiteto.

“Moacyr Freitas estará para sempre na vida dos mato-grossenses, através do legado que deixou com suas obras. É uma perda irreparável. Desejamos força a todos, na certeza de que ele deixou sua marca enquanto esteve entre nós”, lamentaram.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet