Olhar Conceito

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Notícias / Comportamento

Online

Encontro de Dança e Cultura tem como tema “ancestralidade cuiabana”

Da Redação - José Lucas Salvani

04 Out 2021 - 14:37

Foto: Jorge Pinho

Encontro de Dança e Cultura tem como tema “ancestralidade cuiabana”
A vigésima edição do Encontro Interescolar de Dança e Cultura da Cidade Educadora (Eidancce), realizado pelo Grupo Corpo, Educação e Cultura, vinculado à Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, já tem data: 14 e 15 de outubro. O tema de 2021 será “A Dança Como Consciência da Nossa Ancestralidade”, com transmissão pelo Instagram e YouTube.

Leia também:
Série do MT Queer é indicada a dois prêmios em festival internacional; veja como votar

“A proposta é realizar práticas pedagógicas interculturais, palestras, rodas de conversa e apresentações, culminando num espetáculo na semana da consciência negra, no mês de novembro. Nesse processo, fortalecemos as ações voltadas para o reconhecimento dos corpos e suas diversas identidades, nas escolas de Educação Básica localizadas no Vale do Rio Cuiabá, valorizando suas expressões e corporalidades”, explicou a organizadora Sueli Xavier.

Em 2021 o encontro terá três etapas. No dia 14 e 15 de outubro serão realizados de forma on-line, espaços formativos para as práticas pedagógicas (oficinas) para o ensino da dança nas escolas. E em 19 de novembro, o ‘Evento Eidancce’ oferecerá mesas redondas com parceiros do Coeduc, Faculdade de Educação Física (FEF) e Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFMT.

A coordenadora de Programas e Projetos da Secretaria Municipal de Educação, Marcela Rezende Guimarães Martins disse que um dos objetivos do encontro é o desenvolvimento de projetos pedagógicos voltados ao reconhecimento das identidades indígena e afro-brasileira na população cuiabana.

“O encontro é também um incentivo para que os educadores desenvolvem projetos e atividades nos espaços escolares voltados às relações étnico-raciais, cumprindo a legislação (Leis 10.639 de 2017 e 11.645, de 2008), que determina a obrigatoriedade de inclusão da história e cultura afro-brasileira e indígena na Educação Básica”, destacou Marcela Rezende.

Além de dar visibilidade aos trabalhos desenvolvidos pelas escolas, o projeto fortalece a formação dos profissionais da educação qualificando a prática pedagógica no ensino da dança.

O Eidancce é aberto à participação de toda a comunidade estudantil e profissionais de outras áreas interessados no tema. Segundo os organizadores o evento já conta com 121 inscritos. As inscrições podem ser feitas pelo aqui, até o próximo dia 14 de outubro.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet