Olhar Conceito

Quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Notícias | Música

'Distopoesia pós-apocalírica'

Projeto une música e poesia na Casa Cuiabana no próximo domingo

Foto: Dizão Leão

Projeto une música e poesia na Casa Cuiabana no próximo domingo
A Casa Cuiabana se torna palco de um show da banda Desheróis no próximo domingo (14) em parceria com o jornalista Tulio Paniago, que lança o livro “Distopoesia pós-apocalírica”, pela Editora Brilho Coletivo. O lançamento do projeto, contemplado pelo Edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT), acontece a partir das 16h.

Leia também:
Edital Cine Motion investe R$ 3 milhões no setor audiovisual de Mato Grosso

A obra apresenta uma compilação de 70 poemas que, juntos, compõem uma narrativa poética acerca do mundo contemporâneo. “São, em geral, relativamente leves e descontraídos, ponteados por figuras de linguagem que potencializam certa comicidade, e ainda assim conseguem ser um tanto provocativos”, avalia o autor.

A proposta de unir música e poesia possibilita a interação entre os públicos destas duas linguagens artísticas. Aliás, o autor do livro também assina 15 letras da banda, além de eventuais participações em shows. “É muito comum, quase uma tradição na música brasileira, essa prática de musicar poemas. Não por acaso a gente faz música brasileira”, brinca Túlio.

A parceria da banda com o jornalista já dura uma década. Embora ele tenha tido alguns de seus escritos musicados ao longo desse período, fez questão de reunir apenas poemas inéditos em seu primeiro livro. São todos bem curtinhos, de no máximo uma página, e escritos entre 2018 e 2021.

Além de poder adquirir o livro autografado ao som de música autoral cuiabana, o público presente também terá à disposição uma série de comida e bebida, como lanche com hambúrguer artesanal; coxinhas e pizzas veganas; brownies, bombons e brigadeiros especiais; além de cervejas tradicionais, chope (Pilsen e APA), água e refrigerante.

Todavia, embora a Casa Cuiabana ofereça um amplo espaço arejado, é necessário cumprir todos os protocolos de segurança e prevenção da covid-19. É obrigatório o uso de máscaras e álcool em gel. É recomendável que apenas pessoas com a vacinação completa compareçam ao evento.

Oficina e doação de livros

Utilizando “Distopoesia pós-apocalírica” como parte do material pedagógico, Túlio Paniago preparou a oficina intitulada “Poesia na ordem do dia”, que foi aplicada, no mês de setembro, junto aos alunos do ensino médio da Escola Estadual Cleinia Rosalina Souza, no Residencial Itamarati, bairro periférico de Cuiabá.  

Em junho, o autor doou 320 dos mil exemplares publicados para o Projeto Cultural Leitura da Minha Terra, que tem por finalidade a composição dos acervos das bibliotecas das escolas públicas que ofertam o Ensino Médio em Mato Grosso. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT). 

Sobre o autor

Jornalista (UFMT), dramaturgo (UNEMAT) e roteirista (AIC-SP) por formação, Túlio Paniago se dedica, além de trabalhos relacionados ao jornalismo, a afazeres artísticos em diferentes áreas: teatro, audiovisual, literatura e música. No audiovisual, foi roteirista e diretor do curta-metragem Fraternal (2021), produzido pela Terra do Sol Filmes. No teatro, assina a dramaturgia dos espetáculos In-cômodo (2019), A cerca de nós (2019), O Quinto (2020), Depois do fim do mundo vem sempre outro dia (2020) e Exóticos (2021).

Foi um dos autores selecionados pelo Prêmio Pixé de Literatura (2019) e pelo Festival Dramaturgias em Tempos de Isolamento-SP (2021). Também é letrista da banda Desheróis, que ficou em segundo lugar no Festival Jardim Autoral (2021). Já trabalhou como repórter em alguns veículos de comunicação de Mato Grosso.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet