Olhar Conceito

Quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Notícias | Literatura

Inês Felski

Em sua primeira ficção, advogada cuiabana aposta em livro que critica proliferação de igrejas

Em sua primeira ficção, advogada cuiabana aposta em livro que critica proliferação de igrejas
A advogada cuiabana Inês Felski resolveu apostar em uma história sobrenatural em seu primeiro livro de ficção, “Caos”. Com narrativa recheada de teorias de conspiração, a obra traz a personagem Joana, uma deputada federal que trabalha em prol da mudança no seio religioso.

Leia também:
Com cerca de 280 mil pessoas, Parque Natal de Vida supera Arena Encantada no número de visitantes

O espectador acompanha a jornada de Joana em busca da aprovação de um projeto de lei que proíbe o funcionamento das instituições religiosas em caráter empresarial. Ao abordar o tema, a autora busca provocar uma reflexão sobre o papel a ser desempenhado pelas igrejas na comunidade, além de levantar debates sobre a proliferação das igrejas com o intuito de acumular recursos.

Segundo a autora, o direito de crença como direito fundamental, resguardado pela Constituição Federal, não pode servir de teto para proteger a prática desregulada de atividades comerciais e mercantilistas. 

O livro em sua versão impressa e ebook está à venda na plataforma Amazon. Para adquirir, clique aqui.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet