Olhar Conceito

Sábado, 28 de maio de 2022

Notícias | Perfil

ESTOURADA NO TIK TOK

“Foi difícil para eu me amar”: quem é a influenciadora com quase 3 milhões de seguidores que escolheu viver em Cuiabá

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mathy morava em Dom Pedro, cidade pequena no interior do Maranhão

Mathy morava em Dom Pedro, cidade pequena no interior do Maranhão

Há um mês, a influenciadora digital Mathy Margaret Brito Lemos, de 27 anos, deixou a vida em Dom Pedro, cidade pequena no interior do Maranhão, para tentar a sorte em Cuiabá. Nas redes sociais, Mathy é acompanhada por milhões de seguidores, onde já teve seus vídeos de humor e dublagens compartilhados por celebridades como Tatá Werneck e Marcus Majella. 

Leia também 
Mister Mato Grosso 2022 disputa título nacional em Balneário Camboriú

Só no TikTok é como se Mathy tivesse, em seguidores, mais de 100 vezes a população de sua cidade natal, que tem pouco mais de 23 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE. No total, o público fiel dela soma 2,6 milhões e seus vídeos  já receberam 45 milhões de likes na plataforma. 

Já no Instagram, a influenciadora é acompanhada por mais de 737 mil seguidores, que recentemente acompanharam a troca de cenário dos vídeos, que viralizam em um piscar de olhos, e dos stories onde Mathy mostra seu dia-a-dia em Cuiabá. 


Mathy aposta em vídeos simples para gerar identificação entre os seguidores e Cuiabá é novo cenário de suas peripécias. (Foto: Reprodução)

Ela se orgulha em ser a mais nova moradora do bairro Paiaguás, em Cuiabá. Quando quer espairecer, o ponto escolhido é o Parque das Águas. Da culinária cuiabana, ela já escolheu dois clássicos preferidos: baguncinha e galinha com arroz. 

“Já tinha visitado Cuiabá uma vez, mas digo que estou ‘vivendo a cidade’ agora. Da outra vez vim muito focada em trabalhar, acabei não curtindo muito. Já conheci muitos lugares, como Chapada dos Guimarães. É outro mundo dentro de Cuiabá, a energia e a natureza. Quero muito conhecer as cachoeiras”, conta.

A influenciadora digital divide apartamento com os assessores. Foi graças a eles que Mathy começou a considerar a aventura em terras cuiabanas. Na contramão de outros influenciadores digitais, que costumam investir no eixo Rio-São Paulo. 

“Quando eles [os assessores] vieram para Cuiabá, eu que praticamente me convidei para vir com eles”, diz antes de soltar uma gargalhada.

O crescimento expressivo nas redes sociais e o fato dos vídeos viralizarem cada vez mais rápido nos últimos dois anos foram alguns dos motivos que fizeram Mathy sentir necessidade de viver novos desafios. Foi esse sentimento que trouxe a influenciadora para Cuiabá. 

“Estou amando, já estava crescendo muito lá no Maranhão, tinha muitos seguidores e queria dar um passo a mais, viver novas experiências. Planejo novos voos, talvez São Paulo venha por aí”, explica.

Seguidores cuiabanos 

Com a mudança de estado, Mathy se surpreendeu ao descobrir os inúmeros seguidores que tem em Cuiabá. Quando sai para passear, não é difícil ser reconhecida pelos fãs cuiabanos que se divertem com os vídeos produzidos por ela. 


Influenciadora se mudou para Cuiabá há um mês e vê potencial de crescimento na cidade. (Foto: Rogério Florentino)

“Claro que não é todo mundo ou uma aglomeração de pessoas, mas sempre tem um ou outro. Estou saindo bastante para fazer os vídeos”, conta sem disfarçar a animação. 

Apaixonada pelas belezas de Cuiabá, a influenciadora também quer mostrar a cidade para os seguidores. Sobre o calor, Mathy afirma que não tem sentido tanta diferença com o clima maranhense. 

“Tem outros vídeos e roteiros que quero sair para fazer nos lugares, mostrar Cuiabá para meus seguidores mesmo. Me apaixonei pela cidade, de verdade. Todo mundo fala do calor, mas não é muito diferente do Maranhão, não. A diferença é que lá venta mais e chove”, explica. 

Durante a entrevista, a influenciadora não perde a chance de fazer uma piada, dar risada dos causos que conta ou “quebrar o gelo”, como ela mesmo descreve. Mathy é assim desde a infância e afirma que não sabe levar a vida de outra forma. 

“Sempre fui aquela pessoa amostrada, fosse nas gincanas escolares ou na igreja. Queria estar no teatro, na música ou na dança. Onde tinha um palco para performar, eu estava lá”, lembra. 

É com a mesma facilidade que a influenciadora agora transforma as ruas de Cuiabá em seu próprio palco. O humor, Mathy explica que veio de berço, já que o pai e a mãe tinham a mesma personalidade que ela. 

“Nasci num lar de muitas brincadeiras, foi natural, já está nas minhas veias. Sou ‘bem dada’, gosto de quebrar o clima. Sempre gostei disso, sempre foi algo de dentro de mim mesmo”, afirma. 

Representatividade trans na comédia 

Quando assumiu sua transexualidade, a influenciadora sabia que seu primeiro nome seria Mathy. Já o Margaret surgiu após um pedido da mãe, que ela adotou em homenagem à matriarca da família. 

“Minha mãe sempre teve vontade de colocar esse nome se engravidasse de uma menina e ela falou para colocar Margaret. Fiz essa homenagem para minha mãe e ficou Mathy Margaret Brito Lemos”, conta. 

Ela reconhece que a trajetória de alguém que foge dos padrões impostos pela sociedade é mais complicada. No entanto, as dificuldades não assustam Mathy, que se alegra em ser representatividade para outras mulheres trans. 

“É muito bom ver esse reconhecimento, porque sou completamente fora dos padrões. Você ver uma mulher gorda e trans crescer, é muito representativo. Também estou gostando de conhecer e consumir o trabalho de muitas outras irmãs trans do Brasil”, avalia.

Nas redes sociais, Mathy já é seguida por celebridades e vídeos viralizam em piscar de olhos. (Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto)

Para Mathy, o despertar de novos talentos é um dos pontos importantes de haver representatividade em todas as áreas. Uma das mensagens que a influenciadora deixa aos seguidores é sobre a importância do amor próprio. 

“Foi difícil para eu me amar também. Por muito tempo não fui eu mesma, escondia minha vontade de me maquiar, de ser uma mulher, de estar com roupas que me eram confortáveis, para mim também foi muito difícil”, conta. 

Apesar da infância privilegiada com “muito quintal, pé de manga e casa de avó”, Mathy passou por um período complicado quando se assumiu uma mulher transexual para a família. 

A questão vem sendo superada aos poucos e cada vez que os irmãos respeitam o pronome feminino, ela afirma se sentir livre. A influenciadora explica que acredita no poder de mudança das pessoas através da comunicação. 

“É legal mostrar a superação, tanto a sua quanto a da sua família. É muito legal hoje meu irmão me chamar de mana, dizer que tem uma irmã. Meu pai [já falecido] quando estava internado dizia: ‘segue minha filha’. São pequenas coisas e mudanças que alegram muito meu coração”, comemora.

O consenso entre a mãe e os irmãos é o orgulho de onde a influenciadora tem conseguido chegar com o próprio talento. Depois de uma vida inteira se decepcionando com outros trabalho e tentando um lugar ao Sol no mundo virtual, hoje consegue sobreviver apenas com a renda do trabalho nas redes sociais.

“Minha mãe no começo não entendia, dizia que estava trabalhando e ela questionava se gravar vídeo era trabalho. Hoje vivo exclusivamente desse trabalho na internet”, diz. 

Para o futuro, a única meta traçada por Mathy é de dedicar ainda mais aos vídeos de humor e dublagens na internet. Ela afirma que uma das melhores sensações é poder melhorar o dia de alguém com suas publicações. 

“A vida já é tão difícil, dificultar ela ainda mais, não é legal. Gosto de sorrir. Mesmo em um dia que estou triste, gosto de pegar o celular e alegrar a vida de alguém. Sempre recebo mensagens agradecendo, isso dá um gás. Eu estou dando, mas também recebo. É uma conexão que estabelecemos”, comemora.

Assista um dos vídeos:

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet