Olhar Conceito

Sábado, 28 de maio de 2022

Notícias | Saúde e Beleza

EM BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Miss Mato Grosso é primeira mulher trans a disputar etapa do Miss Supranational

Foto: Foto: Divulgação

Miss Mato Grosso é primeira mulher trans a disputar etapa do Miss Supranational
Dois dos principais concursos de beleza do país acontecem nesta semana em Balneário Camboriú (SC), abrindo oficialmente a temporada. A Miss Supranational Brasil será eleita na sexta-feira (06) e o Mister Brasil CNB será no sábado (07). Um dos destaques da edição feminina é que, pela primeira vez, uma mulher transgênero concorre não só à coroa na etapa brasileira do Miss Supranational, mas também em todo o mundo. 

Leia mais:
Mister Mato Grosso 2022 disputa título nacional em Balneário Camboriú


A competidora em questão é a Miss Mato Grosso, Isabelle Castro, 28, maquiadora natural de Cuiabá. Antes de Isabelle, nunca houve uma candidata trans nas competições da franquia. Ambos eventos acontecem no Centro de Convenções do Sibara Hotel, na cidade catarinense, onde também estão hospedados as misses e mister postulantes aos tronos, valendo vaga em mundiais.

Isabelle é cuiabana e trabalha como uma das mais requisitadas maquiadoras da capital. “Sou uma mulher guerreira, determinada, que luta incansavelmente por igualdade e por dias melhores”. Ela faz história como a primeira mulher trans a disputar o título de Miss Supranational Brasil a nível nacional.  

27 Misses em Camboriú

Do lado feminino, 27 representantes de unidades da federação e de regiões de todo o Brasil disputarão o título de Miss Supranational Brasil 2022. As candidatas chegam em Camboriú na terça (3) para participar de uma série de desfiles e eventos, fotos e gravações, que antecedem a coroação. Além de Isabelle, no grupo há advogadas, médicas, arquitetas, dentistas, uma patinadora artística no gelo, além de diversas estudantes universitárias e influenciadoras digitais.

A vencedora sucederá Deise Benício, modelo potiguar radicada em Brasília, e vai disputar o mundial no dia 15 de julho, na cidade de Nowy Sacz, na Polônia. Ela também será a primeira a receber a nova coroa do concurso, uma joia exclusiva criada pelo designer de jóias Tiago Seixas.

Dos 5 concursos mais importantes do planeta, grupo chamado de Grand Slam (Miss Mundo, Miss Universo, Miss Grand International, Miss International e Miss Supranational), o Miss Supranational é o único que nunca teve uma brasileira entre as 5 primeiras classificadas desde que foi criado, em 2009. O melhor resultado do Brasil foram os sextos lugares obtidos por Karine Osório (2009) e Bárbara Reis (2018). A vencedora da disputa nacional terá a difícil missão de quebrar esta regra.

A final do Miss Supranational Brasil 2022 será apresentada por Juliano Crema e transmitida, ao vivo pelo perfil TV Concurso Nacional de Beleza, no YouTube, e também na página de Facebook do Miss Supranational. Para quem quiser assistir presencialmente, os ingressos estão à venda no Sympla.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet