Olhar Conceito

Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Notícias / Turismo

Com neve 'real' e frio de -2°C, parque de Gramado une esporte e recreação

G1

23 Out 2013 - 17:00

A partir desta sexta-feira (25), os turistas que visitam Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul, poderão apreciar os encantos da neve em qualquer estação do ano e sem precisar torcer por condições do tempo favoráveis. A data marca a inauguração do parque que é considerado pelos proprietários o primeiro de neve indoor das Américas. Montanha para trilhas, esportes radicais e áreas de recreação que permitem até guerra de bolas de neve estão entre as atrações.

Localizado às margens da rodovia ERS-235, o Snowland ocupa uma área de 8,1 mil metros quadrados inteiramente dedicada ao frio. O complexo será aberto ao público com mais de 30 atrações, como pistas de esqui, snowboard e patinação, onde os visitantes poderão aprender a praticar esses esportes.

O parque contará ainda com a reprodução de um montanha para trilhas e outras atividades, além de brinquedos como skibunda, tobogã, airboarding (pequena prancha em que a pessoa deita de bruços) e áreas de recreação para adultos e crianças, onde será possível participar de guerras de bola de neve ou construir iglus e bonecos de neve.

“O visitante será transportado para um mundo onde vai encontrar tudo o que é possível fazer em uma montanha com neve, mas organizado de forma mais racional e com mais segurança”, diz o proprietário André Caliari, idealizador do empreendimento ao lado do irmão, Anderson Caliari.

Embora seja produzida artificialmente, a neve é real, garante o proprietário. Modernos equipamentos recriam as condições consideradas ideais para a formação do fenômeno, como pouca umidade e muito frio: dentro do parque, a temperatura oscila entre -2ºC e -2,5ºC.

“Criamos as mesmas condições atmosféricas que a natureza utiliza para gerar a neve e obtivemos os mesmos resultados”, conta André, sem entrar em mais detalhes sobre o processo. “São segredos do negócio”, brinca.
O empresário garante que não há riscos para a saúde humana, pois os visitantes não serão expostos a nenhum tipo de gás, como o nitrogênio líquido, e a umidade no local é controlada. Além disso, o visitante receberá logo na entrada do parque todos os equipamentos de proteção individual, como calças e jaquetas de neve, botas, luvas e capacete.

A entrada se dará por um vilarejo ao estilo alpino, situado ao sopé da montanha artificial. Ali, o visitante fará o credenciamento, escolherá quanto tempo que deseja permanecer no local e quais atrações pretende desfrutar. Os preços dos pacotes variam conforme essas escolhas e vão de R$ 79 a R$ 199 para adultos e de R$ 59 a R$ 169 para crianças, em alta temporada. Alguns pacotes oferecem opção de refeições como fondue e buffet incluídos, servidos na praça de alimentação do parque. O complexo tem capacidade para abrigar até 3,5 mil visitantes.

De acordo com os proprietários, o parque de Gramado não encontra semelhantes nas Américas. André diz que há locais fechados com neve artificial em seis países: Inglaterra, Holanda, Alemanha, Emirados Árabes, China e Coreia do Sul, além de um nos Estados Unidos que teve as obras interrompidas. Todos, no entanto, com outras características. “Os estrangeiros são mais ligados ao esporte, então não há toda a estrutura temática que montamos”, explica.

No total, R$ 60 milhões foram colocados no projeto, que representam o maior investimento privado já feito na Região das Hortênsias, que compreende as cidades de Gramado, Canela, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula. O emprendimento foi bancado por uma empresa formada pela família do empresário e outros investidores do estado e contou com apoio do Banco de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Badesul).
Cerca de 90 funcionários foram contratados para trabalhar no parque, além de outros 40 que serão empregados por terceiros nas lojas situadas no interior do complexo, totalizado cerca de 150 empregos diretos. De acordo com projeções feitas anteriormente, o emprendimento deve ser responsável por um incremento de 5% no PIB de Gramado.

A festa de lançamento nesta sexta-feira vai reunir cerca de 400 convidados, entre personalidades do meio artístico, político e o empresariado. A partir de sábado (26), o parque estará aberto para o público em geral. Com funcionamento previsto para todos os dias da semana, ele promete fazer nevar o ano todo em Gramado.
Confira algumas atrações do parque
- Pista de esqui e snowboard: rampa com 120 metros de comprimento e 15 metros de altura
- Pista de patinação: local para a prática de patinação no gelo
- Escola de Neve: local para aulas de esqui e snowboard destinadas a iniciantes
- SnowKart: motoneves elétricas vão percorrer um trajeto de 300 metros de extensão
- Airbording: pista para descida com um corpo deitado em uma prancha
- Esquibunda: brinquedo para descer a rampa de neve
- Toboganing: pista para descida na neve com uma prancha especial para a neve
- Tubing: pista para descida na neve em uma grande boia
- SnowArea: área destinada para guerra de bolinhas de neve
- SnowPlay: área para construção de bonecos de neve e iglus
- SnowKids: área com brincadeiras e atividades de recreação para crianças
- Animais mecatrônicos: réplicas animadas com movimento e som de gigantes da Era do Gelo
- Vilarejo e observatório: área de convivência, com praça de alimentação e centro de comporas.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Redes Sociais

Sitevip Internet