Olhar Conceito

Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Notícias / Saúde e Beleza

vaidade

Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele durante a gestação; evite manchas, acnes e estrias

Da Redação - Priscilla Silva

31 Out 2013 - 15:47

Foto: Reprodução/Ilustração

Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele durante a gestação; evite manchas, acnes e estrias
A descoberta de uma gravidez, principalmente a primeira maternidade, dá origem a uma série de dúvidas quanto ao bem estar da criança e o seu desenvolvimento perfeito. Por essa razão, muitas mulheres abrem mão de si para garantir a segurança do filho. Dentre esses cuidados abdicados está o cuidado com a pele. Porém, para a dermatologista Sullege Fabiola Suzuki essa atitude não precisa ser tão radical e apresenta soluções para as futuras mamães.

Leia mais: Um dos principais cuidados com a pele é o uso de produtos adequados a cada tipo, alerta dermatologista
Dermatologista recomenda alimentos que auxiliam na hidratação da pele;

Geralmente “na dúvida, é melhor que suspenda todo tipo de medicamento e cosmético, e busque um especialista para receber informações do que está liberado ou não durante a gestação”, aconselha a médica.

O alerta é importante para garantir uma gestação tranquila. Porém, a vaidade e o bem estar com a aparência também são fundamentais para a o psicológico da mulher, que em um curto espaço de tempo vê seu corpo se transformar completamente.

“O cuidado nos faz se sentir melhor, principalmente nesse período em que ficamos bem emotivas, mas deve ser feito com um especialista. Afinal o cuidado faz a gestante se sentir melhor, e mãe feliz é igual a bebê feliz”, pondera.

As estrias são umas das primeiras preocupações que surgem, já que com o desenvolvimento da criança a pele estica rapidamente, quando surgem os ricos indesejáveis. Para evitá-las a hidratação é o único caminho, mas a médica faz um alerta para os produtos que têm como base a ureia, na maioria das vezes usada na base de muitos hidratantes. “A ureia não pode ter uma quantidade maior que 3% no produto. Caso queira usar óleos vegetais, sempre busque em base hidratante”, alerta.

As manchas também estão na lista de consequências indesejadas que podem vir com a gravidez. A dermatologista explica que elas surgem porque os hormônios liberados durante a gravidez deixam a pele mais propensa a elas.

Durante o verão, ou em regiões em que o sol predomina durante todo o ano como Cuiabá, é necessário aumentar a frequência do uso de filtros solares e usá-los a cada três horas. A recomendação é que esses filtros sejam livres de parabenos e ftalatos. “A gestante tem que ter cuidado redobrado com uma hidratação correta da pele; já que nessa época quente algumas pessoas não hidratam tanto, o que é um erro, já que existem cosméticos bem ‘sequinhos’ ótimos para essa estação”, lembra Sullege.

Mesmo se com todo o cuidado as manchas aparecerem, a médica afirma que alguns ácidos e clareadores estão liberados, em contrapartida, outros estão proibidos. “O ácido retinóico, tretinoína e hidroquinona são alguns dos produtos vetados durante a gestação, já que podem causar alterações fetais”.

Já para as grávidas que têm o hábito de utilizar tinturas ou alisamentos no cabelo terão que suspender nos três primeiros meses de gestação, momento em que o feto está ganhando forma. Depois desse período, ela poderá trocar o produto. Quanto à pintura dos fios, a mulher ainda pode recorrer aos tonalizantes, mas a atenção quanto à composição desses produtos também deve ser analisada antes. “Vale lembrar que nenhum tratamento a base de formol está liberado”.

Sullege ainda avisa, “a descoloração com água oxigenada pode ser feita, mas cuidado com a pele que fica mais sensível durante a gravidez. Depilação com cera está liberado, mas os lasers devem ser suspensos, só retornando após o nascimento do bebê”.

A acne é outro problema que surge com a gravidez, pois nesse período a pele e o couro cabeludo ficam mais oleosos criando um ambiente propício para o aparecimento da acne e caspas.

“Existem alguns medicamentos liberados para serem utilizados durante toda a gestação, evitando as cicatrizes e manchas provocadas pela acne. Entretanto, os casos mais severos devem ser tratados após o nascimento, já que os antibióticos orais nessa fase não podem ser usados”, conclui a dermatologista.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet