Olhar Conceito

Segunda-feira, 12 de abril de 2021

Notícias / Diversão e Lazer

economia solidária

Gran Bazar PAC surpreende com peças criativas e busca disseminar a cultura regional

Da Redação - Marianna Marimon

08 Nov 2013 - 12:07

Foto: Priscilla Silva /Olhar Direto

Gran Bazar

Gran Bazar

Detalhes, mimos, lembranças, cores. O cenário é criativo: sombrinhas coloridas fazem a vez do telhado, enquanto um grafite de Babu78 contempla o público. Mesas espalhadas, garrafas trabalhadas artesanalmente, quadros que mesclam imagens com objetos, e um delicioso chá com bolo. Ao entrar no Gran Bazar PAC, onde estão para venda roupas, sapatos e bijuterias, a sensação é de que deve se garimpar para encontrar o tesouro, mas, ele está à vista, em cada pequeno detalhe, em cada história escondida por trás daquelas peças. E nesta sexta-feira (8) e sábado (9), o Gran Bazar realiza a sua primeira liquidação.

Com peças a partir de R$5, o Gran Bazar é como um baú repleto de boas surpresas. Um projeto de José Júlio Tavares e José Augusto Barbosa, que juntos trazem para Cuiabá, mais precisamente na Praça da Mandioca, a filosofia da economia solidária, e demonstram que para viver, basta ser criativo, até na hora das compras. “Procurei, achei, comprei” é o slogan do Gran Bazar, e não é para menos, a quantidade de opções e a riqueza em detalhes, demonstram que é possível comprar bem e barato.

Além das roupas, sapatos e bijuterias, o Gran Bazar também possui o espaço do Sebo da Jujú, onde se encontra livros, vinis e CDs. Peças artesanais para decoração dão o tom colorido e leve que o Gran Bazar possui, e a vontade é sair dali com um pouco de tudo. No período da noite, o Gran Bazar traz cardápio típico cuiabano.

E tudo é feito através de colaboradores, pessoas que possam acrescentar ao espaço e apresentar suas produções, como artesanato, roupas, enfeites, peças decorativas, e quantas outras coisas possam ser comercializadas. Tavares explica que o processo é feito em “consignação”, que funciona assim: você leva uma peça e quando esta for vendida, você obtém um crédito junto ao Gran Bazar que pode ser trocado por dinheiro ou outras peças.

Ao contar sobre o projeto do Gran Bazar, que sempre foi itinerante, Tavares adianta que a ideia é transformar o espaço também para shows ao vivo, para funcionar como bar no período da noite, e enquanto suas ideias fluem, a sua imaginação vai junto, e o Gran Bazar ensolarado, já ganha uma perspectiva noturna. Um ambiente intimista, criativo, e que promete trazer boas surpresas aos clientes, não só no quesito compras, mas no artístico, cultural e musical, sem se esquecer do gastronômico.

“A nossa ideia é que as pessoas possam vir ao Gran Bazar para ler um livro, conversar, comer alguma coisa, ou o chá com bolo e o cardápio típico, e também comprar”, disse Tavares.

Já Barbosa acrescenta que além de todas estas opções, o Gran Bazar trabalha com oficinas, e dentro de duas semanas, sem data definida, o grafiteiro Babu78 deve realizar cerca de seis aulas para ensinar aos alunos como aplicar o stencil em tecidos. Outras oficinas já estão em vista, e duas serão ministradas pelo próprio Barbosa, para criação de relicários (a atual série é da Frida, mas também trazem outras divas como Marilyn Monroe e Audrey Hepburn, além dos clássicos santos, é claro), e oficina para produção de luminárias de papel.

“Os relicários fazemos também com Iemanjá e São Jorge, porque acredito que é importante este sincretismo, que ocorre muito em Cuiabá, além dos santos da igreja católica e das divas”, contou Barbosa.

Outras oficinas como a de origamis e mandalas também já estão sendo agendadas.

Enfim, o Gran Bazar é um espaço novo, contemporâneo, que visa agregar valor a cultura regional, através de fomentar a produção artística autoral, e disseminar o conhecimento e a moda. Infinitas possibilidades para todos os gostos. A única coisa que não pode, é deixar de conhecer.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet