Olhar Conceito

Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Notícias / Turismo

turismo

Marcos históricos de Cuiabá, duas igrejas recebem R$ 200 mil para reformas e revitalização

Da Redação - Stéfanie Medeiros

25 Jan 2014 - 09:21

Foto: Reprodução

Marcos históricos de Cuiabá, duas igrejas recebem R$ 200 mil para reformas e revitalização
Marcos culturais e turísticos de Cuiabá, a igreja Nossa Senhora Bom Despacho e a Catedral passarão por algumas reformas. Cada uma delas receberá R$ 200 mil de um convênio da a Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT) com a Mitra Arquidiocesana de Cuiabá.

Leia maisPregões já não vivem tempos de “vacas gordas”, mas ainda atraem estudantes, criativos e “sustentáveis”

A igreja Nossa Senhora Bom Despacho terá o telhado do Santuário Eucarístico reformado. Já a Catedral, também conhecida como Matriz, terá o sino e o relógio revitalizados.

A assinatura realizada em novembro de 2013, entre a secretária da SEC-MT, Janete Gomes Riva e Dom Milton Antônio Santos da Mitra, com os padres Edmilton Mota, da Arquidiocese de Cuiabá, a Catedral, e Cleberson Paes da Silva, prevê a entrega das obras no ano da Copa de 2014.

A recuperação do Santuário Eucarístico Nossa Senhora do Bom Despacho, com a substituição do telhado, vedação de esquadrias e vitrôs, bem como a restauração do reboco externo e pintura externa deverá ser concluída e entregue no dia 31 de janeiro.

Já a restauração e automatização de Sinos, Campanários e Relógios das torres da Catedral Basílica Bom Jesus de Cuiabá deverá ser concluída até o dia 31 de março de 2014. Eles estão parados há quase 20 anos.

São recursos de R$ 220 mil para cada igreja, divididos e repassados pela SEC-MT na ordem de R$ 400 mil, sendo que a Mitra Arquidiocesana arcará com R$ 40 mil de contrapartida para a realização das obras, perfazendo um total de R$ 440 mil.

As obras deverão ser realizadas por cada uma das igrejas e contará com a fiscalização da Secretaria de Estado de Cultura.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet