Olhar Conceito

Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Notícias / Saúde e Beleza

Saúde do bebê

Conheça cinco razões para fazer o "teste do pézinho" nos recém-nascidos

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Jul 2014 - 09:00

Foto: Reprodução

Conheça cinco razões para fazer o
O nome “teste do pézinho” é conhecido por muitos, mas ainda há receio de algumas pessoas a seu respeito. No Brasil desde 1970, mas obrigatório a partir de 1992, o teste na verdade se chama “triagem neonatal”, e é idealmente realizado entre o terceiro e o sétimo dia de vida do bebê. São coletadas gotas de sangue do calcanhar da criança, e com isso diversas doenças podem ser detectadas precocemente.

Leia mais: Secretaria de Saúde oferece testes de HIV gratuitos na Fifa Fan Fest

Para incentivar o teste e diminuir o receio das mães e dos pais, a Dra. Natasha Slhessarenko, diretora-médica e patologista clínica do laboratório CedicCedilab, reuniu cinco razões que comprovam a eficiência da triagem:

1. Diagnóstico precoce

O teste é capaz de detectar várias doenças que provocam deficiência mental e que podem ocasionar sequelas importantes à saúde da criança. Essas patologias, quando diagnosticadas precocemente, podem mudar o curso da vida da criança e da família, possibilitando uma vida normal. Se o diagnóstico não for feito rapidamente, a evolução pode ser catastrófica.

2. Identificação de muitas doenças importantes

Dentre as enfermidades que podem ser identificadas, encontramos a anemia falciforme e outras hemoglobinopatias, fibrose cística, fenilcetonúria e outras aminoacidopatias, hipotireoidismo congênito e hiperplasia congênita da supra-renal. Além destas, a deficiência da enzima glicose 6-fosfato desidrogenase, a toxoplasmose, a galactosemia, a deficiência de biotionidase, são outros exemplos.

3. Detecção de patologias assintomáticas

Muitas doenças identificadas com o teste do pezinho não têm sintomas enquanto a criança é recém-nascida. Por isto é importante fazer a triagem neonatal nos primeiros dias de vida. Se detectada precocemente uma anormalidade, pode-se intervir e minimizar os efeitos da doença.

4. Teste de triagem

É importante saber que o teste do pezinho é um exame de triagem. Ou seja, as alterações identificadas devem ser confirmadas por meio de testes laboratoriais mais específicos, para instituição de tratamento apropriado. Todos os passos devem ser realizados no menor tempo possível, para reduzir as sequelas que podem ser causadas pelas doenças.

5. Um furinho que salva vidas

Muitas mães e pais ficam receosos quando vão levar os bebês para fazer o teste, pois normalmente as crianças choram durante a realização do exame. No entanto, é preciso se conscientizar de que o exame é importante. Além disso, o calcanhar é uma região rica em vasos sanguíneos, o que facilita a coleta, tornando-a quase indolor para a criança.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet