Olhar Conceito

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias / Turismo

opções

Passeios inacreditáveis: Andar de balão pelo Acre e aprender a sobreviver na Selva Amazônica

Da Redação - Isabela Mercuri

25 Set 2014 - 17:05

Foto: Reprodução

Passeios inacreditáveis: Andar de balão pelo Acre e aprender a sobreviver na Selva Amazônica
Muitas pessoas tem a visão de cidades amazônicas como destinos não muito apetitosos ao turismo. Este preconceito pode, por muitas vezes, levar as pessoas a não conhecer lugares diferentes e atrativos.

Leia mais: Jaguar Eco Lodge oferece passeio de observação de onças no Pantanal mato-grossense; Veja fotos

Dois estados que são às vezes esquecidos pelos viajantes são o Amazonas e o Acre. Por este motivo, juntamos as informações dos stands destes dois locais para montar um guia do que conhecer em cada um.

Amazonas


Passeio pelas torres do Ariaú



A 60km da capital Manaus, subindo o Rio Negro, o Ariaú Amazon Towers é construído em um sistema de palafitas ao nível da copa das árvores e interligado por passarelas, nas quais é possível observer a fauna e a flora das florestas alagadas. Neste passeio, o turista ainda pode visitar comunidades indígenas, vilas de caboclos e outras opções de passeios.

Sobrevivência na Selva


Apesar de a capital, Manaus, ser urbana, Amazonas tem também vários kilometros de mata, proporcionando experiências inovadoras para os turistas. Uma delas é a “Sobrevivência na selva”, que conta com um deslocamento até o local escolhido, onde os turistas vão aprender a:
- obter e conservar o próprio alimento
- obter água
- aprender técnicas de orientação
- construir abrigos
- confeccionar armadilhas
- reconhecer animais peçonhentos

O passeio custa R$371 e tem duração de no mínimo quatro horas.

Encontro das águas com almoço

Para quem prefere relaxar ao invés de se aventurar na Selva, uma boa opção é assistir ao fenômeno “Encontro das Águas”, onde se encontram o Rio Negro e o Rio Solimões, que por terem cores diferentes promovem um grande espetáculo. Logo depois, o passeio segue até o Lago do Janaurí, onde são visitadas casas flutuantes com nativos e seus mascots regionais. O almoço acontece em um restaurant flutuante e depois as pessoas podem comprar souvenirs nas lojas de artesanato.

O passeio custa R$ 194 e tem duração de aproximadamente quarto horas.

Acre

Na fronteira com Peru e Bolívia, o Acre traz encantos que muitos não imaginam. A capital Rio Branco foi urbanizada recentemente e é famosa pela hospitalidade de seu povo, pelas áreas verdes, gastronomia e cultura popular. O ditto popular está lá para ser provado: “Quem bebe da água do Rio Acre acaba voltando à cidade”. Confira locais a visitar:

- Calçadão da gameleira
Espaço de lazer e expressão da cidade. Está na margem direita do Rio Acre e tem a árvore centenária Gameleira, que simboliza a perseverança e resistência do povo acreano.

- Mercado Velho



Foi construído no final da década de 20 e hoje é um ponto de encontro da capital. No local há vendas, bazares, pensões, cafés, lojas e muito mais.

- Biblioteca da Floresta
Com acervo que é referência em assuntos e autores da Amazônia, o espaço também tem palestras, mostras culturais e eventos. Em seu acervo permanente está a exposição “Povos indígenas do Acre” e textos literários de Chico Mendes.

- Balonismo
No Acre também é possível voar de balão e sobrevoar a Floresta Amazônica. O visual está classificado pela revista “Tam nas nuvens” como um dos três mais impressionantes do mundo, ao lado da Capadócia e do deserto da Austrália.

- Chico Mendes
A ideologia do seringueiro Chico Mendes é referência na defesa dos recursos naturais do planeta. A rota “Caminhos Chico Mendes” proporciona ao turista a possibilidade de visitar a casa do seringueiro, o Museu do Xapuri e a Pousada Ecológica Seringal Cachoeira, onde eles desfrutam da beleza da natureza preservada, com trilhas e o maior circuito de arvorismo da Amazônia.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet