Olhar Conceito

Quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Notícias / Artesanato

Projeto de capacitação de artesãs de Poconé é contemplado em edital do Banco da Amazônia

Da Redação - Stéfanie Medeiros

04 Mar 2015 - 14:19

Foto: Reprodução/ Arpilheria Artesãs de Poconé

Projeto de capacitação de artesãs de Poconé é contemplado em edital do Banco da Amazônia
Um projeto artístico e cultural do município de Poconé (100 Km de Cuiabá) prepara-se para receber recursos do Banco da Amazônia (Basa). O projeto, chamado “Retalhos de Arte – capacitação social”, foi um dos poucos do Estado aprovados no edital do Basa e visa oferecer oficinas sobre a técnica da arpilheria (técnica têxtil chilena nascida com as bordadeiras de Isla Negra, no Chile) a mulheres de baixa renda, garantindo a sobrevivência da técnica.

Leia mais:
Bem Casado 2015 reúne 60 expositores especializados em festas e eventos a partir desta terça-feira

O projeto “Retalhos de Arte” prevê a realização de oficina de arpilheria a 20 mulheres de baixa renda, com idades entre 16 e 60 anos, grande parte delas donas de casa ou desempregadas, que poderão ter no artesanato uma fonte de geração de renda. Serão realizadas oficinas com duração de 180 horas, com duração de 30 dias, todas em Poconé.

Para quem aprender, a geração de renda será garantida. O grupo adaptou a técnica à realidade local, tendo como temas o Pantanal e a Amazônia, e o resultado é que os produtos ganharam o mercado local e nacional, tendo a associação participado de diversas exposições pelo país.

De acordo com a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), a associação recebe consultoria da Incubadora Mato Grosso Criativo (MT Criativo) desde o ano passado, quando participou de uma oficina de capacitação para o edital do Basa, oferecida pela incubadora.

Desde então, o MT Criativo tem oferecido suporte para condução dos processos administrativos referentes ao projeto, tais como a adequações da planilha orçamentária, encaminhamentos de documentos, emissão de certidões, resposta a diligências etc., colaborando para que tudo seja conduzido corretamente. O MT Criativo integra a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT). Além do MT Criativo, o projeto conta também com o apoio do Sintep de Poconé.

Arpilheria

Em Mato Grosso, a técnica da arpilheria iniciou-se em 2007, quando um grupo de mulheres participou de um curso promovido pela Prefeitura Municipal de Poconé. O grupo hoje conta com 15 artesãs, que realizam a venda desses artesanatos oriundos da técnica peruana de bordado feito a partir de recortes de tecidos, com utilização de costura, construindo um trabalho figurativo, que associa a beleza da arte peruana com as riquezas do Pantanal.

Além de gerar renda, se expressam, contam suas histórias, mostram ao mundo seu lugar, que guarda belezas, memórias, simbologias e vidas, num cenário de cores, formas, texturas e força estética. Esse trabalho de inserção social ganhou amplitude e agora, o grupo não consegue atender a demanda existente para a comercialização da produção. Com o investimento feito pelo Basa, será possível adquirir mais materiais, remunerar oficineiros e criar um mecanismo de divulgação do produto.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • mayne maia
    10 Out 2015 às 16:17

    excelente incentivo, conheço o trabalho na Casa do Artesão Cuiabá. È maravilhoso! todo apoio favorecerá essa expressão cultural tão marcante

Redes Sociais

Sitevip Internet