Olhar Conceito

Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Notícias / Literatura

Pulitzer

"The Orphan Master's Son", de Adam Johnson, ganha Pulitzer de melhor ficção

Folha de São Paulo

16 Abr 2013 - 08:45

A ficção "The Orphan Master's Son", do escritor Adam Johnson, é a vencedora da 97ª edição do Pulitzer, condecoração oferecida pela Universidade de Columbia de Nova York. A trama escrita pelo autor americano se passa na Coreia do Norte.

O anúncio da premiação foi feito nesta segunda-feira (15).

O comitê que deu a Johnson o prêmio descreveu o livro como "um romance requintadamente construído que carrega o leitor numa jornada aventurosa às profundezas do totalitarismo norte-coreano e aos mais íntimos espaços do coração humano".



Adam Johnson é professor da Universidade de Stanford, e o livro é o terceiro de sua carreira.

Sharon Olds venceu o prêmio de poesia por sua coleção "Stag's Leap", descrita pelo júri como "uma sequência maravilhosamente aguda de poemas que conta a história de um divórcio, envolvendo fios de amor, sexo, pranto, memória e nova liberdade".

Nas categorias jornalísticas, o "The New York Times" conquistou quatro prêmios.

A publicação venceu, entre outros, o prêmio de melhor reportagem investigativa por uma série de artigos sobre denúncias de corrupção praticadas pela companhia Wal-Mart no México, segundo anunciaram hoje os organizadores.

SEM RECUSA

O prêmio de ficção dado a Johnson representa algum alívio aos ávidos por boa literatura, já que, em 2012, o comitê do Pulitzer se negou a premiar uma ficção. Foi a 11ª vez na história que o comitê se recusou a dar o prêmio para qualquer ficção, e a primeira desde 1977.

Vencedores recentes do prêmio nessa categoria incluem Jennifer Egan por "A Visita Cruel do Tempo" (2011), Paul Harding por "A Restauração das Horas" (2010), Elizabeth Strout por "Olive Kitteridge" (2009) e Junot Diaz por "A Fantástica Vida Breve de Oscar Wao" (2008).

Em 2012, segundo o administrador dos prêmios Pulizter, Sig Gissler, nenhum dos três finalistas ("Sonhos e Comboios", de Denis Johnson, "Swamplandia!", de Karen Russell, e "The Pale King", de David Foster Wallace) obteve a quantidade de votos necessária para garantir a honraria.

Em quase cem anos de história, o prêmio Pulitzer já premiou ficções americanas históricas como "O Sol é Para Todos", de Harper Lee, "E o Vento Levou", de Margaret Mitchell, "O Velho e o Mar", de Ernest Hemingway e "As Vinhas da Ira", de John Steinbeck.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Redes Sociais

Sitevip Internet