Olhar Conceito

Domingo, 26 de setembro de 2021

Notícias / Arquitetura, décor e design

Capacitação

Especialista em Centro Histórico faz palestra em reunião mensal do projeto de readequação de vias de Cuiabá

Da Redação - Naiara Leonor

01 Jul 2015 - 17:05

Foto: Michel Alvim

Especialista em Centro Histórico faz palestra em reunião mensal do projeto de readequação de vias de Cuiabá
Mais uma reunião para discutir a readequação das vias de Cuiabá foi realizada nesta quarta-feira (01), agora, no auditório da prefeitura. Além da equipe do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU), órgão ligado à secretaria Municipal de Planejamento de Cuiabá, também estava presente a arquiteta e urbanista Thais Bacchi, que falou sobre a recuperação do Centro Histórico da capital, área na qual é especialista.

Leia mais:
Primeira reunião sobre requalificação Urbana acontece na rua 24 de Outubro
Centro de Economia Criativa já tem local da sede própria e contará com parceria do Sebrae

Durante todo o processo de planejamento das ações de readequação acontecerão reuniões e palestras mensais para capacitar as equipes para realizar as obras. O superintendente do IPDU, Benedito Libânio de Souza Neto, ressaltou a importância dessas reuniões para que os projetos sejam executados perfeitamente: “estamos desenvolvendo projetos de requalificação que, inicialmente, serão executados em um trecho da Rua 24 de Outubro e também nas praças da República e Alencastro. Por isso é importante estes encontros para a troca de ideias e informações com profissionais da área”.

Com pós-graduação em Porto, Portugal, e professora da Universidade de Cuiabá (Unic), Thais Bacchi é a segunda palestrante convidada pelo IPDU, o primeiro foi o arquiteto e urbanista José Antônio Lemos, que falou sobre o conceito da Lei do Uso e Ocupação do Solo, em reunião no Espaço Magnólia, na rua 24 de Outubro.

Sobre esta lei, que recebeu sugestões da sociedade para sua elaboração, Libânio informou que está marcada para esta sexta-feira (03), no Salão Nobre da prefeitura, uma reunião com técnicos e membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento Estratégico (CMDE) para sua finalização.

“Essa lei será discutida com a sociedade e segmentos representativos em quatro audiências públicas nas diferentes regiões da cidade. A primeira audiência será na próxima terça-feira. No dia 15 de julho a lei será enviada à Câmara Municipal para ser apreciada ainda antes do recesso”, informou o superintendente do IPDU.

Com cerca de 40 servidores, o IPDU tem no quadro engenheiros civis, engenheiros sanitaristas, arquitetos e urbanistas, economistas e também conta com uma técnica em restauro do patrimônio histórico, entre outros profissionais que compõem uma equipe multidisciplinar.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet