Olhar Conceito

Sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Notícias / Política Cultural

Arte Local

Programa Artesanato Brasileiro traz regularização e benefícios para artesãos de Mato Grosso; previsão que 16 mi se cadastrem

Da Redação - Naiara Leonor

18 Ago 2015 - 17:18

Foto: Sesc Casa do Artesão

Programa Artesanato Brasileiro traz regularização e benefícios para artesãos de Mato Grosso; previsão que 16 mi se cadastrem
Que Mato Grosso é um estado cheio de gente com talento todo mundo sabe, a novidade agora é que esses artesãos locais podem se cadastrar para se oficializarem na profissão, facilitando a comercialização de seus produtos e o acesso a crédito bancário, por exemplo. O Programa Artesanato Brasileiro é uma iniciativa da Secretaria de Micro e Pequenas Empresas, vinculado no Estado a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Leia mais:
Artesanato de artistas locais são expostos na Prefeitura de Várzea Grande; exposição acontecerá todo mês
Nova feirinha gastronômica em galeria de arte atrai público com diversidade de comidas, artesanato e bazar

A previsão é que mais de 16 mil artesãos se vinculem ao programa e recebam a carteira, que comprova a atuação regular da profissão. Entre os benefícios obtidos com vinculação ao Programa de Artesanato está a isenção de nota fiscal para venda, além do registro junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do exercício da profissão, que proporciona direitos como aposentadoria e seguridade em caso de acidentes.

“Os artesãos estão podendo aproveitar de diversos benefícios que não teriam acesso caso não estivessem dentro do programa. É de extrema importância que eles tenham o registro de exercício de sua atividade”, aponta a coordenadora do Programa de Artesanato, Maria Avalone.

A atividade artesanal em Mato Grosso é considerada forte e tem os municípios de Cuiabá, Várzea Grande e Barra do Garças como principais produtores. Entre os principais produtos estão a cadeira de urubamba, produzida em Poconé e cerâmicas de Cuiabá e Várzea Grande, além de quadros, telas e artigos produzidos por indígenas das diversas tribos presentes no Estado.

“A participação no Programa de Artesanato traz benefícios para o trabalhador, porque serve como uma base de apoio para a atividade”, pontua o secretário-adjunto de Empreendedorismo e Investimentos da Sedec, Leopoldo Mendonça.

Os artesãos que tiverem interesse em se cadastrar junto ao Programa de Artesanato devem procurar a coordenadoria do programa, que fica na Secretaria Adjunta de Turismo da Sedec, localizada na Rua Voluntários da Pátria, região central de Cuiabá.

Para realizar o registro é necessário estar em posse do comprovante de residência, CPF, RG, foto 3x4, além de um produto do acervo do artesão. A emissão da carteirinha que comprova o registro é gratuita.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet