Olhar Conceito

Sábado, 24 de outubro de 2020

Notícias / Artes Cênicas

Almerinda volta aos palcos com peça 'A delatora', que ironiza escândalos políticos

Da Redação - Isabela Mercuri

04 Set 2015 - 14:28

Foto: Reprodução / Da Assessoria

Almerinda volta aos palcos com peça 'A delatora', que ironiza escândalos políticos
O humor ácido de Almerinda volta aos palcos cuiabanos neste mês. Aproveitando os acontecimentos políticos dos últimos meses em Cuiabá, o ator André D’Lucca escreveu, com colaboração de José Augusto Barbosa e Fábio Motta, o texto da peça ‘A Delatora’.

Leia mais:
Uma noite para sentir: Setembro Freire homenageia o artista Wlademir Dias-Pino
Ator de 'Mais que Dilmais' volta a Cuiabá com Stand Up 'Um show com tudo dentro'

No novo espetáculo, houve uma delação: entregaram os esquemas de corrupção do Estado, e Almerinda Lowsbi acaba de ser presa: “A peça é uma sátira a esse momento político em que a sujeira está vindo á tona. Com a prisão de Roseli Barbosa o nome de Almerinda vem à tona, porque elas são amigas e sócias na Setas”, contextualiza o ator André D’Lucca.

A personagem é uma socialite, de 43 anos de idade, cuiabana, de origem humilde, da comunidade de São Gonçalo Beira Rio, ex-garota da Cristal e casada oito vezes com políticos. “A delatora” também é mãe de Plínio, de 26 anos, que é homossexual assumido, cantor sertanejo frustrado, amigo de NicoliBaus. O hobby de Plínio é se vestir igual à mãe.

Ainda na história, a acusada depende do corpo jurídico dela: os advogados “Faiado”, “Marron” e “Unisses”, que estão tentando um habeas corpus para a sua soltura. Durante o interrogatório para o Gaecco, onde se passa todo o espetáculo, a personagem terá flashbacks dos momentos dos esquemas que participou. Inclusive revelará que enquanto estava foragida numa tribo indígena, Almerinda conheceu o deputado “Wilson Nada Santos”.

Almerinda ainda conta sobre a relação amorosa e filho com o Riva, a briga judicial que ela mantém com Eder e sua rixa com Blairo Mágico. No final, uma grande surpresa será revelada e vai mudar os rumos da investigação sobre sua prisão.
O espetáculo acontece em três noites no Teatro Cerrado Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, sempre às 20h30, nos dias 18, 19 e 20 de setembro.

Todos os dias haverá apresentações musicais durante meia hora, antes do espetáculo. Na programação estão os artistas Larissa Padilha, Lorena Ly e Henrique Maluf, acompanhados do guitarrista Joelson Conceição, o Macaco. E Madona Arruda com as projeções multimídia.

Ingressos

Os ingressos já estão à venda no site Cabeça de Pacu no valor de R$ 40 inteira e R$ 20, a meia entrada. Mais informações pelo telefone do Guia Cidade (65) 3925-5757.

Serviço

Almerinda em ‘A Delatora’
18, 19 e 20 de setembro às 20h
Teatro Zulmira Canavarros

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet