Olhar Conceito

Sábado, 28 de maio de 2022

Notícias | Artes Cênicas

IV ENUDP

Encontro nacional de danças populares acontece em Cuiabá com Flor Ribeirinha como organizador

Foto: Reprodução

Grupo Ore Anacã (UFC)

Grupo Ore Anacã (UFC)

A quarta edição do Encontro Nacional Universitário de Danças Populares acontece entre os dias 27 e 31 de outubro, com o tema “O Brasil da dança se encontra em Mato Grosso”, trazendo as danças populares e o conhecimento científico da pesquisa acadêmica sobre esta cultura.

Leia mais:
'Concerto Solidário' traz alunos de conservatório para Teatro da Assembleia e ainda ajuda instituições
Grupo de teatro de MT é contemplado com patrocínio de programa da Petrobrás para distribuição

Organizado pelo grupo Flor Ribeirinha em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o evento traz apresentações de diversos grupos no Teatro Universitário, além de ações solidárias, apresentações de pesquisas, palestras e oficinas de dança, que já estão com as inscrições abertas.

As oficinas terão duração de duas horas cada, com número limitado de participantes. Cada grupo dará sua oficina, e o ‘Tchá co bolo científico’ vai reunir todos eles, em uma palestra que fala sobre a história e os trabalhos realizados pelos grupos populares convidados. Na oportunidade, ainda serão apresentados trabalhos científicos de alunos dos grupos convidados e da UFMT, e no fim haverá um café da manhã tipicamente cuiabano oferecido aos presentes.

O IV ENUDP é uma atração cultural em comemoração aos 45 anos da Universidade Federal de Mato Grosso. Segundo o Pró-Reitor de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, Fabrício Carvalho, “o ENUDP é uma verdadeira atividade extensionista e de pesquisa acadêmica, que promove valorização do saber e das práticas populares e tradicionais”. O Pró-Reitor complementa lembrando que em todos os grupos há participação de alunos das universidades, o que permite “uma formação ampla e cidadã para os alunos envolvidos”.

Os grupos


Grupo Flor Ribeirinha

Flor Ribeirinha (UFMT)

O grupo nasceu em 27 de julho 1993, na comunidade de São Gonçalo Beira Rio, situada à margem esquerda do Rio Cuiabá, idealizado por Dona Domingas.

Focado principalmente no Siriri, dança típica mato-grossense, o Flor Ribeirinha traz em suas apresentações o ritmo contagiante, harmonizado e marcado pela batida da viola de cocho, do mocho e do ganzá (instrumentos das comunidades tradicionais cuiabanas).

Os movimentos executados pelos dançarinos têm origem em antigas representações, sejam indígenas e/ou portuguesas, já que o siriri é realizado na região sul de Cuiabá há mais de 200 anos e reflete o multiculturalismo brasileiro formado por índios, negros, portugueses e espanhóis.

Oré Anacã (Universidade Federal do Ceará - UFC)


Composto por cerca de 40 dançarinos, todos alunos da UFC, o Oré Anacã homenageia a cultura dançante do povo, sabendo que sua produção é apenas um recorte artístico que está muito aquém da enormidade dos folguedos tradicionais existentes.

"Oré Anacã" é um nome de origem tupi e significa "Nossa Dança", tendo na sua origem etimológica a essência do trabalho, ou seja, apresentar produtos artísticos a partir da nossa forma de dançar a cultura popular.

Tchê (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS)


O Grupo de Danças Tradicionais Gaúchas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (TCHÊ/UFRGS) foi fundado como projeto de extensão em 2006. As letras que formam o nome do grupo são a abreviatura das palavras TRADIÇÃO, CULTURA e HERANÇA da terra gaúcha.

O grupo propaga a cultura enriquecedora do patrimônio histórico-cultural do Brasil para preservar, promover e transmitir as Danças Tradicionais Gaúchas.

Rosários (Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP)

Grupo de dança da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), oa Rosários constroem montagens coreográficas a partir de pesquisas teórico-práticas sobre as manifestações folclóricas brasileiras. Para isso, mantém nos palcos a essência das tradições representadas, que permitem aos envolvidos identificar e reconhecer a riqueza da cultura brasileira.

Participam do "Rosários" alunos da universidade de diferentes cursos e membros da própria comunidade. Atualmente são 30 integrantes sob a direção da docente Juliana Bergamini.

Serviço das oficinas de dança:

28/10/2015 – 08H30min – Teatro Universitário: Oficina Danças do Norte e Nordeste - grupo Oré Anacã.
29/10/2015 – 08h30min - Teatro Universitário: Oficina Danças do Sul - grupo Tche.
30/10/2015 – 08h30min – Teatro Universitário: Oficina danças do Sudeste – grupo Rosários.
31/10/2015 – 08h00 – Teatro Universitário: Palestra “Tchá cô bolo científico” – todos os grupos.
31/10/2015 – 15h00 – São Gonçalo beira rio, Quintal da Domingas: Oficina de siriri – grupo Flor Ribeirinha.

Inscrições gratuitas pelo SITE. Enviar a ficha de inscrição para o email: enudp2015@gmail.com.
Mais informações: (65) 3313-8121 e 9204-8404.

Facebook
Instagram
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet