Olhar Conceito

Quinta-feira, 24 de junho de 2021

Colunas

Cirurgiã dentista fala sobre relação mandíbula x alimentação x gengivas

Autor: Sandra Botti Lotufo

17 Ago 2015 - 11:11

Arquivo Pessoal

Na hora da alimentação você sente alguma dor na mandibula? Ou consegue saborear a comida numa boa? Como manter a mordida saudável por toda a vida? A alimentação tem relação com a dor e o tipo de comida pode alterar a estrutura da sua boca? Algumas situações mudam a mandíbula: ranger os dentes; tomar muita bebida gaseificada, acidez estomacal, apneia do sono, falta de dentes,preferência por um lado da mastigação.

A mandíbula do ser humano não é tão grande, mas é forte e poderosa. Com o passar dos anos ela foi mudando. Em 1500 , a mandíbula do homem era maior porque Se comia alimentos mais duros e fibrosos. Com o tempo, a alimentação foi ficando mais mole e macia e a mandíbula se transformou.

Já sabemos que a alimentação influência na mandíbula. A alimentos mais duros, mais moles... E a s crianças, devem comer sempre alimentos mais moles? De acordo com o Ministério da Saúde, conforme a criança vai crescendo e entra na alimentação complementar, a consistência dos alimentos deve aumentar progressivamente até chegar a consistência da alimentação da família.

É nesse processo que a criança desenvolvimento e mais ou menos a sua musculatura orofacial, bem como fortalecer os dentes que estão em fase de crescimento, o próprio processo de mastigação e deglutição e o controle da respiração durante o ato de comer.

As condições patológicas do tecido da gengiva podem ter muitas causas, mas não esqueça de levar em consideração a má nutrição. A quantidade inadequada de vitamina C pode promover gengivas sangrastes que, se não forem tratadas, podem evoluir a uma gengivite. A vitamina também ajuda que o organismo faça s manutenção e reparação dos ossos, os dentes e as cartilagens, além de ajudar na cicatrizacao das feridas.

Se você sofre de gengivas sangrantes e seu dentista descarta uma higiene oral inadequadA, reavalie sua dieta. Assegure-se de consumir abundantes alimentos ricos em vitamina C . Não são difíceis de achar: as laranjas, as cenouras, batata doce e o pimentão vermelho.

A vitamina C é hidrossolúvel, o que significa que o organismo não a armazena por períodos prolongados e é necessário consumi-las todos os dias. Os suplementos multivinaminicos ou de vitamina C podem ajudar a obter o suficiente,
especialmente se você estiver doente ou segue uma dieta restritiva, e tem problemas para comer variedade de frutas e vegetais. Muitas fórmulas multivinaminicas contém vitamina C, ou ela pode ser achada em suplemento individual. O Instituto de Medicina recomenda 90 miligramas por dia para homens maiores de 18 anões 75 miligramas por dia para mulheres maiores de 18 anos.

Fonte: bem-estar.com.br

--

*Sandra Botti Lotufo é cirurgiã-dentista, graduada em odontologia, especialista em tratamento dos disturbios do sono (ronco e apneia do sono), tratamento de halitose, em odontopediatra e estética dental.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet