Olhar Conceito

Quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Notícias / Dra. Elaine Togoe Kunze - Dermatologista

Dra Elaine Togoe fala sobre a vitamina D x proteção solar

Dra. Elaine Togoe

17 Mai 2016 - 09:02

Foto: Da Assessoria

Dra Elaine Togoe fala sobre a vitamina D x proteção solar
A Vitamina D é um nutriente produzido pelopróprio corpo humano através da ação da radiação ultravioleta na pele. É essencial tanto para o desenvolvimento ósseo e crescimento das crianças, quanto para manutenção da integridade óssea em adultos. Esta vitamina assume, em qualquer momento da vida, um papel importante na prevenção da osteoporose e das fraturas, principalmente em indivíduos idosos, onde as consequências das mesmas podem ser ainda mais grave.

Existe um questionamento entre usar o protetor solar,evitando o envelhecimento cutâneo e cânceres de pele e não usar protetor solar para melhor produção de vitamina D. Primeiramente precisamos saber que o uso do protetor solar realmente interfere na produção de vitamina D vinda da exposição solar, porém , não podemos realizar exposição solar sem a proteção. E agora?? Cerca de 80% a 90% da quantidade de vitamina D necessária aos seres humanos é de fonte endógena, ou seja, é produzida pelo próprio corpo (através da pele). Já os 10% a 20% restantes são provenientes da alimentação. Evitar a exposição solar não quer dizer ter baixa produção de vitamina D, e para produção de vitamina D basta deixar uma parte do corpo sem passar o protetor solar( as coxas ou os braços por exemplo), e realizar exposição dessa região durante 10 minutos ao dia. Importante ressaltar,que, a exposição deve ser feita sobre a radiação ultravioleta B, que predomina das 10:00 ás 15:00.

Em geral, apenas a alimentação não é suficiente para suprir as necessidades diárias de vitamina D, necessitando a exposição solar e dependendo do caso, a suplementação oral com vitamina D pode ser realizada sob orientação médica.
A quantidade necessária de vitamina D por dia varia de acordo com a idade:

• Crianças até 1 ano: 10 mcg;
• Crianças maiores de 1 ano e adultos: 15 mcg;
• Idosos com mais de 70 anos: 20 mcg;
• Gestantes: 15 mcg.
Os sintomas de deficiência de vitamina D no organismo são:
• Diminuição do cálcio e do fósforo no sangue;
• Dor e fraqueza muscular;
• Enfraquecimento dos ossos;
• Osteoporose nos idosos;
• Raquitismo nas crianças;
• Osteomalácia

Existe também a hipervitaminose, o excesso dessa vitamina, sendo importante saber que a produção de vitamina D como resultado do efeito dos raios UVB do sol não pode levar a intoxicação, porque o corpo é autoregulável (regula a si mesmo). Entretanto, uma ingestão de vitamina D na forma de suplementos alimentares pode levar a intoxicação (especialmente de cálcio) em caso de consumo excessivo.

Devemos sempre ter acompanhamento e avaliação médica para iniciar devidos tratamentos. A automedicação pode prejudicar a saúde. Agora, vamos já usar o protetor solar e também se expor ao sol conforme orientado e obter vitamina D para uma melhor saúde.

Redes Sociais

Sitevip Internet