Olhar Conceito

Quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Notícias / Artes visuais

Primeira exposição de 2017 no Palácio da Instrução reúne imagens aéreas de 54 cidades brasileiras

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Jan 2017 - 09:12

Foto: Tuca Reinés

Salvador

Salvador

A primeira exposição do ano no Palácio da Instrução, centro de Cuiabá, acontece a partir da próxima sexta-feira (20), às 13h. A mostra reúne 54 fotografias clicadas por Tuca Reinés e que fazem parte do acervo do Banco Santander. A curadoria é do arquiteto Agnaldo Farias, e as obras ficam expostas até dia 19 de fevereiro.

Leia mais:
Museus da capital podem funcionar nos finais de semana com novos contratos de gestão

Tuca é paulistano, formado em arquitetura e urbanismo, e fotógrafo desde os anos 70, com diversas exposições e publicações no currículo. “O Olhar Vertical – fotografias da Coleção Santander” é uma exposição itinerante, que antes de Cuiabá passou por São Paulo, Porto Alegre, Ribeirão Preto e, agora, Cuiabá.

“Esse trabalho começou como um trabalho publicitário, que era pro Banco Santander mapear as cidades onde tinham agências Select. Então a gente faria as fotos dessa cidade e escolheríamos oito, dez fotografias pra colocar na recepção, etc. Só que o trabalho começou a ficar tão extenso, a ter uma série de briefings no meio do trabalho que a gente precisou contornar - mesmo no meio jurídico, por questões de direitos autorais dos projetistas da ponte, de uma obra, coisa assim - e como a gente não quis entrar em grandes problemas autorais, a gente começou a olhar a cidade como um todo”, contou o fotógrafo.


Wilson de Paula, superintendente regional do Santnader; Elly de Vries, coordenadora da Coleção Santander ; Leandor Carvalho, secretário de estado de cultura e Tuca Reinés, fotógrafo da exposição (Foto: Olhar Conceito)

O resultado foi um extenso trabalho, de mais de quinhentas fotos, que foram selecionados pela equipe do Acervo Cultural Santander, coordenado por Elly de Vries. “Ao trabalhar com o desafio de mapear o Brasil nas cidades onde o Santander se coloca, o Tuca foi convidado e percebemos esse crescimento do Brasil, e aí além de ser uma foto documental, o Tuca, com sua formação de artista e urbanista, conseguiu fazer uma obra de arte”, comentou a coordenadora.

No Palácio, as obras estão expostas em ‘blocos’ onde ironicamente cidades como Cuiabá, em Mato Grosso, e Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, ficam lado a lado. “Tem as cidades que nascem perto de um rio, como São Luiz do Maranhão, João Pessoa, Porto Alegre. As cidades como Cuiabá e Campos dos Goytacazes, as duas cidades tem uma montanha, um morro que é muito próximo um do outro, a altitude é quase igual, cidades localizadas na mesma posição geográfica uma da outra, só que uma está aqui e a outra no Rio de Janeiro, então são essas comparações das cidades que eu fui vendo e a gente foi discutindo”.


Florianópolis (Foto: Tuca Reinés)

A escolha do local para exposição foi da Secretaria de Estado de Cultura. O Palácio, que logo após sua reforma recebeu a Bienal de São Paulo, em novembro de 2015, a “Irigaray Arte Cidade”, exposição coletiva em homenagem a Clóvis Irigaray em janeiro de 2016 e o Salão Jovem Arte em sua retomada, em maio do mesmo ano.

“E agora com a exposição do Tuca, que como estamos vendo aqui é uma bela exposição, especial, que vem na mesma linha. (...) Logo em seguida nós receberemos novamente a Bienal de São Paulo, os trabalhos já começaram. (...) E vai seguir pra que a gente tenha sempre boas atrações, bons conteúdos, e possa cada vez mais ampliar o acesso aos que frequentam esses lugares”, comentou o secretário de estado de cultura, Leandro Carvalho, que estava presente na abertura.

Para o fotógrafo, a escolha foi acertada. “Quando eu vi esse prédio já fiquei apaixonado só de vê-lo por fora, e o incrível é que eu fiz uma foto e a Elly escolheu a foto para fazer parte do acervo do Santander, e hoje estamos aqui pra exposição, e a foto está lá. Hoje estamos aqui neste prédio, e a cada momento fico mais apaixonado por ele”, comentou.


Uma das fotos de Cuiabá presentes na exposição (Foto: Tuca Reinés)

Durante a exposição, o livro Tuca Reinés: O Olhar em Suspensão estará à venda na Livraria Janina. O livro, que complementa a mostra, traz 120 fotografias e texto de Agnaldo Farias, Rafael Urano, além de entrevista com o artista.
“O Olhar Vertical – fotografias da Coleção Santander” fica aberta à visitação até dia 19 de fevereiro no Palácio da Instrução, de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h.

Serviço

Palácio da Instrução - Rua Antônio Maria Coelho, 151, Praça da República - Cuiabá, MT
Horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 13h às 19h
Mais informações: (65) 3613-9240

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet