Olhar Conceito

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias / Turismo

veja lista

Vinte e duas novas cidades de Mato Grosso passam a integrar o Mapa do Turismo Brasileiro

Da Redação - Isabela Mercuri

15 Set 2017 - 11:00

Foto: Roots Ecoturismo

Cachoeira do Jatobá, a mais alta do estado

Cachoeira do Jatobá, a mais alta do estado

O novo Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo, e em Mato Grosso vinte e dois novos municípios foram inseridos. Dentre as cidades consideradas ‘com potencial’, estão São Pedro da Cipa (Vale do São Lourenço), Figueirópolis D’Oeste (Vale do Guaporé), Paranatinga e Pedra Preta (Rota dos Ipês e das Águas).

Leia também:
Nobres, Chapada e Manso são destaque em matéria de quatro páginas no Estadão

No total, vinte e dois municípios passaram a integrar o mapa, passando de 72 para 94 cidades com vocação turística, distribuídas em 16 regiões turísticas, 2 a mais que no mapa anterior – a Região Turística Amazônia Mato-Grossense e a Região Turística Circuito das Águas.

De acordo com a assessoria, em todo o país foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo Marx Beltrão.

De acordo com a assessoria do Ministério, o crescimento dos números vem de um trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

Neste ano, o ministro lançou o ‘Plano Brasil’, com o objetivo de fortalecer o setor de viagens. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

Classificação

Os municípios turísticos são divididos em categorias. Os classificados como A, B e C são os que tem melhor infraestrutura e concentram fluxo de turistas domésticos e internacionais, como Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Cáceres e outros 22. Já os outros 69 estão nas categorias D e E, ou seja, destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, mas possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Confira os municípios que fazem parte do Mapa do Turismo do Mato Grosso na galeria.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet