Olhar Conceito

Segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Notícias / Carreira

Conselheiro de Harvard explica o que é o ‘coach genuíno’ e porque o nome perdeu sentido no Brasil

Da Redação - Isabela Mercuri

15 Fev 2019 - 16:54

Foto: Olhar Conceito

Carlos Elias Jr. (parceiro da SiCoaching em Cuiabá) e Magno Sipaúba

Carlos Elias Jr. (parceiro da SiCoaching em Cuiabá) e Magno Sipaúba

Coach de vida, de relacionamentos, de carreira, de esportes... nos últimos anos a palavra ‘coach’ tem sido repetida à exaustão. Para muita gente, o profissional é mau visto, já que ‘pipocam’ novos a cada esquina e a cada minuto. Para Magno Sipaúba, gerente executivo da Sicoaching no Brasil, conselheiro da Harvard Business Review, e autor do Best seller ‘Como vender na crise e aumentar os lucros’, o nome perdeu o sentido no Brasil nos últimos doze anos, mas existe o ‘coach genuíno’, que deve ser levado a sério.

Leia também:
Autor de Best Seller e conselheiro de Harvard traz curso de ‘liderança em alta performance’ para Cuiabá

“Nestes últimos doze anos, o coach no Brasil tomou outros desdobramentos, eu não sei o que significa coach no Brasil. Mas a essência fora, coach na América, na Europa, é um grande pesquisador, dentro da sua respectiva área, que tem condições de poder orientar um tomador de decisões, uma organização, colocá-la num rumo de crescimento com qualidade, com resultados melhores e, se possível for, mais rápido”, explica.

Segundo Magno, um dos maiores profissionais ‘coaches’ dos Estados Unidos foi Dr. Peter Drucker, pai da administração moderna, enquanto no Brasil não há nenhum nome a se apontar. “Eu mesmo não queria falar que eu era coach! [Falava que] sou consultor empresarial. Poxa, eu tenho um assento no conselho da melhor universidade do mundo! Como assim eu sou coach? Mas eu fiquei pensando... tá, mas coach nos Estados Unidos é outra coisa! Existem profissionais e profissionais. Eu sou coach, mas não esse coach que é visto hoje no Brasil. Essa é a proposta da sicoaching: trazer o coach genuíno pro país”.

A SiCoaching é uma empresa com sede nos Estados Unidos da América, que tem uma filial em Brasília. Em seu site oficial, a nacional se apresenta como uma “instituição de ensino e regulamentação na prática do Coaching no Brasil, que se baseia nos preceitos do “Padrão Ouro”, um modelo de excelência organizacional adotado pelas maiores organizações do mundo. Nossa metodologia vem das pesquisas científicas realizadas por instituições como a Sicoaching – USA GROUP e Harvard Business Review, e, através desse conhecimento promovemos diversas formações, workshops e treinamentos. Nós propomos novas ferramentas e soluções focadas em desencadear resultados adequando cuidadosamente cada estratégia aos desafios apresentados por nossos clientes”.

Segundo Magno, uma das principais características a se observar ao procurar um profissional coach, ou um curso de coach, é a acreditação. Atualmente, no Brasil, não há um órgão que regule estes cursos, já que são chamados ‘cursos livres’.

“Quando você está debaixo de um centro de acreditação, é diferente. Você precisa trabalhar embaixo de normas e protocolos. Toda vez que [alguém] vai fazer um curso de coach, deve perguntar se o certificado vem de um centro de acreditação de fora”, explica.

Nos cursos da SiCoach Brasil, por exemplo, quem emite o certificado é a SiCoach internacional. “É em dólar, é alto o custo, mas a qualidade é fora do comum. O conteúdo é fora do comum. A ideia da SiCoach, ou meu propósito como gerente executivo da empresa, não é só o lucro. Um certificado chancelado, acreditado, te dá condições de iniciar um próximo curso, e se esse curso que você iniciar tem matérias relacionadas ao anterior, a SiCoaching aproveita essas matérias, inclusive valores de investimento”, garante.

Nos próximos dias 1, 12 e 13, 18, 19 e 20 de março, a SiCoach oferece um curso de ‘Leader Coaching -  Liderança em Alta Performance’ em Cuiabá. O projeto é de educação continuada, que já foi realizada por executivos de empresas como Fiat do Brasil, Caixa Econômica e Pão de Açúcar.

O curso é feito em dois módulos, sendo o primeiro módulo com aulas na segunda, terça e quarta-feira de uma semana, à noite, e o segundo módulo na segunda, terça e quarta-feira de outra semana, também à noite. Ao final, o aluno deve fazer um planejamento que mostre o que ele quer trabalhar a curto e longo prazo.

Após a entrega do projeto, no entanto, o curso não termina. O acompanhamento é feito continuamente, seja via Skype ou em reuniões, e o aluno recebe seu certificado internacional quarenta dias depois.

Para provar que o ensino é, realmente, continuado, a Sicoaching oferece ao aluno a possibilidade de fazer novamente o curso, quantas vezes quiser, sem ter que pagar de novo. Para isso, são reservadas cinco cadeiras por curso para ex-alunos.

Nestes primeiros meses, as aulas em Cuiabá serão feitas no modelo de formações abertas. Até o final de 2019, no entanto, a intenção da empresa é fixar um polo de atendimento na capital mato-grossense.

Para fazer o ‘Leader Coaching’, ou ‘Liderança em Comportamento Organizacional’, ou ‘Liderança em Alta Performance’, o investimento é de R$3 mil (a vista) ou dez vezes de R$350.

Serviço

Leader Coaching -  Liderança em Alta Performance
Datas: 11, 12 e 13, 18, 19 e 20 de março
Horário: 19:30 h às 22:00 h
Local à confirmar
Inscrições: (65) 99810-0045

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet