Olhar Conceito

Sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Notícias / Dra. Ana Paula Barbosa - Odontologia

Bichectomia: a gordura que é removida da face não faz falta?

Dra Ana Paula Barbosa

26 Nov 2019 - 17:10

Foto: Reprodução / Ilustração

Bichectomia: a gordura que é removida da face não faz falta?
A “Bola de Bichat” ou Gordura de Bichat, nem sempre é nossa inimiga. Ela tem várias funções, inclusive para a nossa estética facial, e pode fazer falta se não houver um planejamento cirúrgico minucioso. Por isso é importante escolher um (a) profissional capacitado (a) para este tratamento. Este profissional fará sua análise facial e ponderará junto com você sobre os prós e contras de se fazer esta cirurgia.

Leia também:
Dentista responde: toxina botulínica pode amenizar rugas da boca e do queixo?

Para melhor compreensão, faremos uma comparação com a lipoescultura: ela é utilizada pela cirurgia plástica há muito tempo, e o mesmo princípio pode ser utilizado na cirurgia facial, com a vantagem de que o enxerto feito com a bola de Bichat não reabsorve. Sendo assim, o resultado da transposição da gordura de Bichat é duradouro.

Há locais na face que queremos preencher, outros que queremos remover gordura, então, para que possamos alcançar bons resultados, utilizamos esta técnica para realocar (mudar de lugar) a gordura de Bichat para regiões que queremos fazer preenchimento.

O “bigode chinês” ou sulco nasolabial pode ser um dos lugares beneficiados com esse enxerto de gordura que “seria” removido. Outro local comum que é comum sermos procurados para fazer preenchimento com ácido hialurônico é a região das “maçãs do rosto” ou região zigomática. Neste local, podemos também lançar mão desta técnica, e o melhor, não custa tão caro como uma aplicação de ácido hialurônico que dura só um ano. A gordura é eterna neste local. Estas são técnicas consolidadas na literatura, que devem ser feitas por cirurgiões Bucomaxilofaciais.  

Uma das funções da gordura de Bichat, que vem sendo muito discutida pela comunidade científica mundial, é a quantidade de células tronco presentes nesta estrutura anatômica. Muitos pesquisadores ponderam a remoção da gordura de Bichat por esse motivo, por ser um depósito de células tronco. Realocando a gordura, continuamos com ela na face.

Outra função da gordura de Bichat é preencher sequelas de traumas faciais, sequelas de traumatismos... enfim, a gordura de Bichat tem sido utilizada pela cirurgia bucomaxilofacial há muitos anos com várias finalidades, inclusive finalidade estética.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ana Paula.
    27 Nov 2019 às 13:21

    Olá Vagner. Por isso é importante procurar um (a) profissional competente que tenha experiência, nem sempre isso acontece, mas, deixe aqui suas referências bibliográficas, pois a ciência não tem tanta certeza disso ainda, mas caso vc tenha, as referências serão bem vindas, eu adoraria lê-las. Minha experiência de 20 anos fazendo procedimentos cirúrgicos faciais é que existem TIPOS faciais que sim, pode-se ficar flácida a região onde estava a gordura, mas outros tipo, a remoção é benéfica, inclusive para remover o que vc chamou de Bull Dog (acho esse termo horrível). Em saúde, nada é estático e a mesma regra não se aplica a todos. Espero ter ajudado a sua compreensão, estou a disposição para esclarecimentos.

  • MARIAH CRISTINA
    27 Nov 2019 às 10:59

    Eu recomendo essa Dra. Ana Paula, muito competente e responsável. Excelente profissional!!!!!!

  • Vagner
    26 Nov 2019 às 18:10

    Vai fazer falta na velhice, aí vai ficar com cara de buldogue

Redes Sociais

Sitevip Internet