Olhar Conceito

Notícias / Artes Cênicas

Entre 141 inscritos, grupo de MT é o único do Centro Oeste selecionado em mostra de São Paulo

da Redação - Isabela Mercuri

16 Jan 2020 - 14:01

Foto: Julio Rocha

Entre 141 inscritos, grupo de MT é o único do Centro Oeste selecionado em mostra de São Paulo
O grupo Penumbra apresenta o espetáculo ‘A Vila de Pantalux’ na mostra “a_ponte”, do Itaú Cultural, às 17 horas desta sexta-feira (17), em São Paulo. A montagem foi a primeira da companhia, e é a única do Centro Oeste dentre os projetos selecionados para a mostra, dentre 141 inscritos.

Leia também:
Cia On Broadway abre inscrições para novos integrantes da companhia de teatro musical
 
A mostra acontece na sede do Itaú Cultural. O espetáculo do grupo mato-grossense é um teatro de sombras, que surgiu da vontade dos artistas de falar sobre ciência e estudos de geração de eletricidade. Na história, uma mãe, um filho e um amigo vivem em uma cidade onde há uma usina hidrelétrica, e a barragem do local se rompe.
 
O enredo é inspirado na inundação da Usina Hidrelétrica do Manso, na Comunidade João Carro, em Chapada dos Guimarães (MT), em que o sombrista Elton Martins – que faz parte do grupo - morou.
 
O Grupo Penumbra participa da mostra representando a MT Escola de Teatro da Unemat. O evento, que começou nesta quinta-feira (16) e segue até dia 26 de janeiro, também conta com mesas de debates e outros espetáculos de grupos convidados de todo o Brasil.
 
Penumbra
 

O grupo de teatro Penumbra nasceu a partir do ‘Projeto de Teatro de Formas Animadas’, realizado em 2018 no Sesc Arsenal. Na época, a artista Juliana Graziela - formada em Tecnologia Superior de Teatro com ênfase em direção - foi convidada  para pesquisar uma das vertentes do Teatro de Animação.
 
Ela escolheu a linguagem do Teatro de Sombra e, ao final, apresentou ao público suas investigações por meio de uma montagem cênica junto aos demais artistas integrantes do grupo: Elton Martins (formado em Tecnologia Superior de Teatro com ênfase em atuação pela MT Escola de Teatro/Unemat), Jair Junior (formado em Tecnologia Superior de Teatro com ênfase em sonoplastia pela MT Escola de Teatro/Unemat), Jone Sayd (estudante em formação de Tecnologia de Superior de Teatro com ênfase em atuação na MT Escola de Teatro/Unemat) e Julio Rocha (formado em Tecnologia Superior de Teatro com ênfase em iluminação pela MT Escola de Teatro/Unemat).

Em abril de 2018, o grupo passou a se encontrar duas vezes por semana para estudar, experimentar e investigar a linguagem do Teatro de Sombra, no Sesc Arsenal. Durante este período, recebeu dois artistas nacionais, Rafael Curci (SP) e Alexandre Fávero (RS), que compartilharam suas experiências e vivências, e auxiliaram na montagem cênica de “A Vila de Pantolux”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet