Olhar Conceito

Sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Notícias | Política Cultural

Balanço

2021 foi um ano de vitórias para cultura e esporte, avalia Beto Dois a Um

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

2021 foi um ano de vitórias para cultura e esporte, avalia Beto Dois a Um
O ano de 2021 para o esporte e cultura ficou marcado pela retomada de inúmeras atividades presenciais e, em Mato Grosso, pela realização de inúmeros editais que estão fomentando e ajudando a restabelecer o setor. Para o secretário Estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Beto Dois a Um, 2021 foi um ano de vitórias.

Leia também:
Mauro diz que além de Gilberto, Beto Dois a Um e Silvano Amaral já decidiram deixar ‘staff’ do Governo

“Apesar das dificuldades desse segundo ano de pandemia causou nos nossos trabalhadores de cultura e esporte, foi um ano de muitas vitórias e conquistas. Nunca tivemos na secretaria de Cultura, Esporte e Lazer um orçamento tão grande, execução de emendas acima de 91%. Tivemos pela primeira vez um governador de Estado e primeira dama que entendem a cultura e esporte como fator de transformação social”, destaca o secretário em entrevista ao Olhar Conceito.

O ano de 2021 foi marcado pelo lançamento de inúmeros editais destinados à cultura e esporte de Mato Grosso. Entre os principais destaques, estão o Movimentar, que destinou R$ 1,5 milhão ao setor, e o MT Afluentes, com R$ 12,8 milhões destinados para os 141 municípios mato-grossenses. Houve ainda editais destinados ao setor de audiovisual, economia criativa e games na reta final do ano.

O planejamento para 2022 é trazer cada vez mais editais para fomentar a cultura e o esporte em Mato Grosso. Previsto para entre o final de 2021 e início de 2022, outros três editais devem ser lançados, totalizando R$ 10 milhões. Há previsão ainda de editais focados em bibliotecas e literatura.

“Temos muitas ações que vão estar refletindo no começo do ano que vem. Será um ano histórico. Nós nunca tivemos tantos editais e recursos aplicados em prol da cultura”, pontua o chefe da pasta.

Para o esporte, Beto avalia que em 2021 a Arena Pantanal finalmente encontrou sua vocação. “A Arena começou a achar sua vocação. Nós temos a Escola Arena, Secretaria de Esporte, Detran e até poucos meses o Centro de Triagem de Covid. Com todas essas estruturas simultâneas nós tivemos uma Copa América. Fomos eleitos a melhor sede da Copa América e pelo Campeonato Brasileiro fomos elogiados por quase todos os clubes que passaram aqui, então acho que a Arena começou a achar sua vocação”, pontua.

Os próximos passos para a Arena envolvem o naming rights (direitos de nome), em tradução livre, previsto para ser realizado ainda no primeiro semestre de 2022, por meio de um chamamento público. Beto está positivo e acredita que há muitas empresas interessadas em ter suas marcas associadas à Arena Pantanal.

Vitrine de MT

Outro grande destaque para em 2021 foi a realização do 26º Salão Jovem Arte. A principal vitrine para artistas de Mato Grosso retomou após cinco anos sem realização e deve ganhar sua 27ª edição em 2022.

“Eu tenho uma leitura clara da importância desse salão para nossas artes visuais e plásticas. De lá saíram artistas históricos e renomados da nossa cultura. Fiz questão enquanto secretário retornar o Salão após cinco anos parados. Eu estou com tudo planejado para 2022 a gente tenha o 27º Salão Jovem Arte, e que seja um sucesso ainda maior do que foi esse ano”
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet