Olhar Conceito

Notícias / Comportamento

DIA DA MULHER

“Chegando aos 40, você já não tem muita credibilidade nas vagas de emprego”, afirma gerente

Da Redação - José Lucas Salvani

08 Mar 2021 - 16:32

Foto: Reprodução/Divulgação

“Chegando aos 40, você já não tem muita credibilidade nas vagas de emprego”, afirma gerente
Laura Janne enfrentou dificuldades para ser inserida no mercado de trabalho. Afastada por um tempo devido a problemas pessoais, ao tentar retornar, ela percebeu que ao chegar na casa dos 40 anos, não encontra muitas oportunidades de emprego. Atualmente, ela é gerente de uma loja de roupas em Cuiabá.

Leia também:
Loja se destaca após anunciar vagas de emprego para mulheres acima do peso e com mais de 40 anos

Laura precisou se afastar do mercado de trabalho para poder cuidar de seu pai, que não estava bem de saúde, em uma chácara. Após o falecimento dele, ela tentou retornar ao mercado, mas sentiu dificuldades. “Eu vi que chegando aos 40, você já não tem muita credibilidade nas vagas de emprego. Meu currículo era bom e saí procurando”, conta em vídeo, que pode ser assistido abaixo.
 

A gerente trabalha na Lojas Bebel, empreendimento que se destacou em 2020 ao anunciar vagas de emprego para mulheres acima do peso e com mais de 40 anos. Para Herika Nayllon, de 30 anos, proprietária da loja, é evidente o preconceito com pessoas gordas nas entrevistas de emprego.

“Vejo como uma necessidade os recrutadores levar em consideração a parte intelectual e não física do candidato, porque nós sabemos que o preconceito entre os gordos é evidente, principalmente, nas entrevistas de emprego. Se tem um gordo e um magro disputando a mesma vaga, certamente a vaga irá para a pessoa mais magra, e infelizmente, nós convivemos até hoje com conceitos pré-formados, que as pessoas gordas são mais lerdas, mais preguiçosas. É uma triste realidade só que é algo muito verdadeiro, contudo, nós devemos entender que a capacidade de raciocínio ela independe da condição física do indivíduo”, completa a empresária.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 55,7% da população tem excesso de peso. Tendo um aumento de 30,8% quando comparado com percentual de 42,6% no ano de 2006. O aumento foi maior entre as faixas etárias de 18 a 24 anos, com 55,7%. Quando verificado o sexo, os homens apresentam crescimento de 21,7% e as mulheres 40%.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet