Olhar Conceito

Notícias / Arquitetura, décor e design

paisagismo

Árvores frutíferas são tendência, mas flores ainda dominam mercado; Veja fotos

Da Redação - Stéfanie Medeiros

06 Jan 2014 - 17:20

Foto: Stéfanie Medeiros

Viveiro

Viveiro

No primeiro passo para dentro do viveiro, já sentimos aquele cheiro característico de plantas. Mas ali, o ar era também impregnado pela fragrância de todo tipo de flores. Exóticas, comuns, coloridas, sobrepostas. Era como se, ao entrar no “Verde que te quero verde”, passássemos por um filtro que deixa o calor, o barulho e o odor desagradável da cidade para fora. Era um mundo a parte, coberto de árvores, mudas, frutas, flores e hortas.

Leia mais: Traços arrojados e cores intensas marcam exposição "Identidade" de Rita Rezende

Fundado em 1986 pelas irmãs Scedzyk, hoje o viveiro expandiu-se e cultiva todo tipo de planta, com o objetivo de atender o mais variado público. De acordo com Valderez Scedzyk, o viveiro recebe tanto aqueles que já têm um jardim montado, quanto os que procuram alguém para fazer todo o paisagismo do ambiente.

Por conta da crescente urbanização, muitos desses clientes procuram plantas que se adaptam em sacadas, varandas ou ambientes fechados, como uma sala. Uma opção muito popular são as árvores frutíferas, mesmo para aqueles que moram em apartamentos.

Várias árvores que dão frutos podem ser cultivadas em vasos, tornando-se assim uma opção viável para aqueles que não dispõem de muito espaço em casa. “É claro que a árvore não vai dar tanta fruta quanto daria em terra, mas ela continua crescendo e dando frutos normalmente, desde que pegue sol”, explicou Valderez.

No entanto, apesar da popularidade das frutíferas, Valderez explica que o carro chefe do viveiro ainda são as plantas ornamentais. Nesta categoria, o cliente tem duas opções: as flores descartáveis, que duram de 15 a vinte dias e são puramente decorativas, ou as flores perenes. Estas últimas não podem ficar em ambientes fechados e, se cuidadas de forma adequada, duram a vida toda.

Para o clima majoritariamente quente de Cuiabá, as palmeiras são sempre uma boa opção. Outras alternativas para quem não têm muito espaço são as heliconeas, estrelicia, rosa do deserto, bougainville, lagrima de cristo e orquídea bambu. “Hoje não tem mais desculpa para não ter planta em casa. Há todos os tipos de plantas para as mais diversas formas de cuidados”, concluiu Valderez.



Serviço:

Endereço: Av. Miguel Sutil, 10700 – Bairro Vila Militar/Jardim Primavera – Cuiabá-MT,
Contato: (65) 3322-6038



Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet