Olhar Conceito

Segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Notícias / Literatura

Sueli Batista: Nova imortal toma posse da cadeira 34 e resgata acervo de último ocupante

Da Redação - Stéfanie Medeiros

18 Nov 2014 - 15:14

Foto: Osmar Cabral Jr.

Sueli Batista: Nova imortal toma posse da cadeira 34 e resgata acervo de último ocupante
A jornalista, escritora e poetisa Sueli Batista tomará posse da cadeira de número 34 da Academia Mato-Grossense de Letras (AML) nesta terça-feira (18). A cerimônia será na Casa Barão de Melgaço às 19h30. Sueli é a terceira e última empossanda da votação que ocorreu no dia dois de agosto, elegendo também Lucinda Persona e Marta Cocco.

Leia mais: Casa Barão de Melgaço ganha novo 'frescor' com posse de Lucinda Persona; Fotos

Na ocasião, além de ganhar uma nova imortal, a AML irá incorporar um presente que Sueli trouxe do último ocupante da cadeira 34. João Alberto Novis Gomes Monteiro, último imortal a sentar-se da 34, era amigo da família de Sueli. A empossanda intermediou para que o escritório e ouros objetos do escritor fossem doados pela família para compor o acervo da AML. Durante a posse de Sueli, os bens de João Alberto estarão expostos para o público.

A trajetória de Sueli começou cedo. Aos oito anos de idade, já recebia incentivo de pais e amigos para adentrar o mundo das letras. Foi nesta idade que sua professora de primário surpreendeu-se com sua escrita, história que Sueli relembrará em seu discurso de posse. A jovem seguiu carreira na área jornalística. Em 1996, a escritora já estava há 10 anos na Studio Press, empresa de assessoria, quando publicou seu primeiro livro.

“Pássaro Passará” foi resultado de um projeto criado pela própria escritora para incentivar a produção literária regional. Arnaldo Niskier, membro da Academia Brasileira de Letras, prefaciou a obra: “Me surpreendi agradavelmente, com o que sai da pena inspirada de Sueli Batista - e que se encontra plenamente no seu ‘Pássaro Passará’. Tudo na vida passará, é certo, somos pássaros em pleno voo, mas fica o que tiver revelado por intermédio do pação com a rima, embora por vezes ela se expresse de forma natural (‘Vi muitas crianças pedindo por livros que produzimos’)”.

Mais tarde, dez poemas do “Pássaro Passará” deu origem a um CD. Os versos de Sueli viraram músicas na voz de Carlos Navas, Tetê Espíndola, Clarice Abujmra, Ronaldo Rayol, dentre outros.

Trabalhos literários

No que se refere à poesia, além de publicar seu livro e colaborar com jornais, Sueli Batista  publicou em antologias nacionais, na série Palavras de Amor, da Litteris Editora, do Rio de Janeiro. Ganhou também pela mesma editora o prêmio de terceiro lugar sobre os 10 anos da morte de Raul Seixas, com seu poema sobre o cantor na obra “O Eterno maluco beleza”, e teve seu nome no Novo Dicionário Biobibliográfico dos Escritores Brasileiros do ano 2000. 

Em nível local participou do chamado movimento de Revolução Cultural, “A arte anda por aí” – Editora Cora Coralina, na edição “No Caminhar dos pés descalços”, que teve como idealizador o jornalista Weller Marcos, que é vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfica de Mato Grosso.

Escreveu também para o livro “Informação em tempo Real da Universidade Federal de Mato Grosso”, sendo que lecionou como professora convidada na Faculdade de Comunicação da UFMT, para os cursos de Publicidade e Jornalismo, e no IVE, no curso de jornalismo, onde aplicou métodos inovadores no ensino, através da construção conjunta com seus alunos.

Na área de pesquisa, na série Memória Empresarial, tem em autoria conjunta com sua sócia Mariza Bazo, nas publicações referentes aos 100 anos da ACC- Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá, aos 35 anos da CDL Cuiabá-  Câmara de Dirigentes Lojistas.

Redigiu o livro “Trabalho, Trabalho e Trabalho”, sobre a trajetória de Jamil Boutros Nadaf na Fecomércio/MT e  escreveu o e.book que acompanha vídeo documentário “Memória Viva”, da BPW Brasil - Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais, da qual foi presidente na gestão 2011-2013. Três livros que estão no prelo, pela editora Ser Mais de São Paulo, têm artigos de Sueli Batista referente à gestão e a sua trajetória profissional: “Damas de Ouro”; “Capital Intelectual” e “Felicidade 360 graus”.


(Lucinda Persona, Sueli Batista e Marta Cocco)

Trabalhos jornalísticos

No jornalismo Sueli Batista é uma forte referência. Trabalhou de forma breve na TV Centro América, filiada da rede Globo, emissora que a trouxe para Cuiabá, e deixou sua marca no Jornal O Estado de Mato Grosso, Jornal do Dia, Revista Impacto e Revista Amazônia Nossa, da Amazon Sate, como redatora e editora.

Em 1997, ela criou o jornal Rosa Choque, segmentado ao público feminino, o primeiro veículo informativo a entrar na internet em Mato Grosso, fato que lhe rendeu matéria especial em um jornal da capital, que considerava ser o pioneiro no universo online, com o título “A Força Rosa na Web”.


(Sueli Batista e Eduardo Mahon, presidente da AML)

Fundou em dezembro de 2001, com mais de 100 participantes, a Associação de Mulheres de Negócio e Profissionais - a BPW, sendo a primeira presidente da instituição, filiada à BPW Brasil, e à BPW Internacional.

Serviço

Cerimônia de posse de Sueli Batista
Data: Terça-feira (18)
Horário: 19h30
Local: Casa Barão de Melgaço
Endereço: Rua Barão de Melgaço nº 3869, Centro

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet