Olhar Conceito

Segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Notícias / Literatura

Livro que tem como foco a riqueza do linguajar cuiabano será lançado nesta terça-feira

Da Redação - Stéfanie Medeiros

25 Nov 2014 - 09:00

Foto: Divulgação

Livro que tem como foco a riqueza do linguajar cuiabano será lançado nesta terça-feira
O lançamento do livro “O falar Cuiabano”, de Cristina Campos, será realizado nesta terça-feira (25). O evento será na Casa Barão de Melgaço, sede da Academia Mato-grossense de Letras (AML) e Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, às 19h30. Na ocasião, o livro será distribuído gratuitamente para todos os presentes.

Leia mais: Lançamento de "O Falar Cuiabano" é adiado para novembro; Conheça mais sobre a obra

A ideia do livro surgiu em 2013, quando a Secretaria de Estado de Cultura registrou o dialeto cuiabano como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual (através da Portaria n° 017/2013). Para que o ato não ficasse só no papel, a então secretária de cultura, Janete Riva, firmou um convênio com a Integrar, que contratou a pesquisadora Cristina Campos para produzir o livro “O Falar Cuiabano” e explicasse, de modo didático, como se deu a constituição da Cuiabania.

“O Falar Cuiabano”, depois de seu lançamento oficial em novembro, será distribuído gratuitamente nas bibliotecas das escolas públicas e à quem se interessar. O livro destina-se principalmente aos professores, pesquisadores e alunos de Mato Grosso.

A obra divide-se em duas partes. A primeira trata dos aspectos históricos importantes na constituição da cultura na Baixada Cuiabana, valorizando os povos indígenas. A segunda começa com descrições técnicas de traços linguísticos que caracterizam o linguajar cuiabano, exemplificando-os.

O livro traz ainda um artigo sobre a habilidade local de colocar apelidos, com “causos” que contextualizam este dialeto. Em seguida, homenageia os saudosos artistas: o ator Liu Arruda, mostrando trechos de suas peças teatrais, e o poeta etnógrafo Benedito Sant’Ana da Silva Freire, apresentando fragmentos de sua obra. Por fim, pincela alguns provérbios comuns na região e situações engraçadas. Como anexo, traz a referida Portaria n° 017/2013.



Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet