Olhar Conceito

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Turismo

entrega em 10 dias

Ponto turístico de Várzea Grande, Parque Tanque do Fancho passa por reestruturação

Da Redação - Isabela Mercuri

13 Jun 2017 - 11:00

Foto: Secom / VG

Ponto turístico de Várzea Grande, Parque Tanque do Fancho passa por reestruturação
O Parque Ecológico Tanque do Fancho, um dos principais pontos turísticos de Várzea Grande, passa por uma revitalização. As obras começaram na última segunda-feira (12), e serão voltadas para a manutenção nas pistas de caminhada, estacionamento, equipamentos públicos de exercício físico, limpeza e poda de árvores, além da reconstrução da ponte de madeira necessária na travessia do parque. 

Leia também:
Chapada assina protocolo de amizade com cidade portuguesa de Guimarães

O local possui 4700m² de área total, e deve ficar pronto para a população em até dez dias. O projeto é feito em uma parceria das secretarias municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável; Viação, Obras e Urbanismo e, Serviços Públicos e Mobilidade Urbana.

 ”O Parque começa a receber as primeiras obras. Já demolimos a estrutura antiga da ponte para recuperá-la. Vale ressaltar que apenas o local de obras onde a ponte fica localizada é que será interditado, o restante do local pode ser utilizado normalmente pela sociedade”, destaca o secretário de Viação e Obras, Luiz Celso de Morais Oliveira.

De acordo com a assessoria, para reestruturar o parque, que foi criado em junho de 1996, a Prefeitura fará ações conjuntas com vários órgãos. “Num primeiro momento, o choque de ordem identificou os problemas  existentes. Em seguida, já foi iniciada a manutenção e limpeza de infraestrutura, como nas trilhas de caminhada, substituição de lâmpadas, limpeza de galerias pluviais, capinagem, e tudo o que for necessário para reorganizar o parque e seus acessos”, citou o secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes.

Helen Ferreira, gestora responsável pelo parque, garante que, para a reconstrução da ponte, serão utilizadas apenas madeiras doadas pelo Juizado Volante Ambiental e pelo Instituto Brasileiro de Recursos Naturais e Renováveis (Ibama).

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet