Olhar Conceito

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Notícias / Saúde e Beleza

Grupo melhora saúde e autoestima de mulheres por meio de corrida em Cuiabá

Da Redação – Fabiana Mendes

12 Fev 2018 - 14:14

Foto: Paixão e Arte Fotografia

Grupo melhora saúde e autoestima de mulheres por meio de corrida em Cuiabá
Quem disse que é só salto alto, jeans e maquiagem que as mulheres usam? E que só esses trajes elevam a autoestima delas? Essas vestimentas foram substituídas por tênis, roupas de ginástica e muito suor, quando cerca de 80 mulheres se uniram para praticar esportes durante a manhã deste último domingo (11), no Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá.

Leia mais:
Studio de dança dentro de shopping tem aulas de tango a lambadão e promete maior interação além do aprendizado


O “Eu Corredora” é um grupo nacional, que tem como objetivo incentivar mulheres a praticarem atividades físicas. O grupo, que está presente em várias capitais brasileiras, conta com cerca de 180 membros em Cuiabá.

Segundo uma das organizadoras de Mato Grosso, Rosiane Souza, participam mulheres de diversas idades, culturas e classes sociais. De crianças a idosas, várias mulheres compareceram por volta das 7 horas no evento. A outra organizadora, Mariana Pimentel, auxiliou as participantes e distribuiu medalhas, como lembranças da primeira edição.
 

As organizadoras, Mariana Pimenta e Rosiane Souza. 

“O grupo foi criado em meados de dezembro e conta com 176 mulheres das mais diversas idades, culturas e classes sociais. Neste domingo, fizemos nosso primeiro treino juntas, com a edição de Carnaval. Com muita alegria e incentivo, muitas mulheres entraram no grupo e começaram a praticar caminhada e até corrida, melhorando assim sua saúde, desempenho nas atividades do dia a dia”, disse Rosiane, que corre há 3 anos.

A primeira edição deu a largada para uma corrida de 5 km. As corredoras mais experientes auxiliavam as mais sedentárias, como um grande incentivo para evitar o sedentarismo.

Além disso, o evento também contou com histórias de superações, pois uma das participantes, Ediana Francisca, foi diagnosticada com câncer no útero, em 2015. Ela conseguiu se curar do câncer, entretanto, ele voltou novamente ano passado, quando foi doar sangue para a avó de Rosiane. Para dar a volta por cima da depressão, ela decidiu que começaria a correr, e hoje é corredora amadora.

“Descobri que estava com leucemia. Só não tive um infarto porque pedi a Deus que me curasse, porque queria ver minhas filhas curadas, e comecei o tratamento. Fui uma guerreira, tive ajuda de amigos. Fui abandonada por uma pessoa, que não aguentou ver meu sofrimento na época. Estou no inicio do tratamento, faço meus treinos bem cauteloso. Estou vencendo a cada dia meus obstáculos”, conta Ediana.

“Há pessoas que não faziam nenhum tipo de atividade física, e começaram esse ano a caminhar, a correr. São várias histórias e que a gente vê na prática a mudança. Como eu disse ontem quando iniciamos o treino, as meninas que foram, idenpendentes da idade, que todas que estavam ali, já venceram grandes desafios. Porque pensa: domingo de carnaval, chovendo e marcamos 6h30 para começar”, conta Rosiane.
 
Ainda de acordo com a corredora amadora, outra edição está sendo marcada para o próximo mês, mas a data não foi definida, para ser democrático com todas as participantes. A intenção é correr aos domingos.
 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet